A população de Granjeiro parece disposta a ajudar o Ministério Público nas investigações e formalização de denúncias contra o prefeito João Gregório (PSD). Uma ação popular com pedido de urgência, pede o afastamento do prefeito. A ação, protocolada dia último 12, na comarca de Caririaçu, aponta uma série irregularidades como nepotismo e fraude em licitações.

Pelo menos, seis contratos do município têm pedido de suspensão da licitação. A maior suspeita de irregularidade recai sobre o contrato de locação de veículos no valor de R$ R$ 406 mil. Há uma suspeita de que a empresa “Podium Empreendimentos”, vencedora da licitação, pertença ao prefeito.

Segundo a denúncia, parte dos veículos oferecidos para o serviço junto as secretarias de Administração, Desenvolvimento Econômico, Saúde; Educação e Obras, além do gabinete do prefeito, pertenciam ao próprio prefeito e a primeira-dama, Fabiana Ferreira.

Os veículos foram transferidos para a empresa dias antes do fechamento do contrato. Além do afastamento do prefeito, a ação pede o ressarcimento dos valores pagos. Os fatos já estariam sendo investigados pelo Polícia Federal.

A população de Granjeiro parece disposta a ajudar o Ministério Público nas investigações e formalização de denúncias contra o prefeito João Gregório (PSD). Uma ação popular com pedido de urgência, pede o afastamento do prefeito. A ação, protocolada dia último 12, na comarca de Caririaçu, aponta uma série irregularidades como nepotismo e fraude em licitações.

Pelo menos, seis contratos do município têm pedido de suspensão da licitação. A maior suspeita de irregularidade recai sobre o contrato de locação de veículos no valor de R$ R$ 406 mil. Há uma suspeita de que a empresa “Podium Empreendimentos”, vencedora da licitação, pertença ao prefeito.

Segundo a denúncia, parte dos veículos oferecidos para o serviço junto as secretarias de Administração, Desenvolvimento Econômico, Saúde; Educação e Obras, além do gabinete do prefeito, pertenciam ao próprio prefeito e a primeira-dama, Fabiana Ferreira.

Os veículos foram transferidos para a empresa dias antes do fechamento do contrato. Além do afastamento do prefeito, a ação pede o ressarcimento dos valores pagos. Os fatos já estariam sendo investigados pelo Polícia Federal.

e-Política
MadsonVagner
Ação popular pede afastamento do prefeito de Granjeiro

A população de Granjeiro parece disposta a ajudar o Ministério Público nas investigações e formalização de denúncias contra o prefeito João Gregório (PSD). Uma ação popular com pedido de urgência, pede o afastamento do prefeito. A ação, protocolada dia último 12, na comarca de Caririaçu, aponta uma série irregularidades como nepotismo e fraude em licitações.

Pelo menos, seis contratos do município têm pedido de suspensão da licitação. A maior suspeita de irregularidade recai sobre o contrato de locação de veículos no valor de R$ R$ 406 mil. Há uma suspeita de que a empresa “Podium Empreendimentos”, vencedora da licitação, pertença ao prefeito.

Segundo a denúncia, parte dos veículos oferecidos para o serviço junto as secretarias de Administração, Desenvolvimento Econômico, Saúde; Educação e Obras, além do gabinete do prefeito, pertenciam ao próprio prefeito e a primeira-dama, Fabiana Ferreira.

Os veículos foram transferidos para a empresa dias antes do fechamento do contrato. Além do afastamento do prefeito, a ação pede o ressarcimento dos valores pagos. Os fatos já estariam sendo investigados pelo Polícia Federal.

15/06/2018 | Madson Vagner

A população de Granjeiro parece disposta a ajudar o Ministério Público nas investigações e formalização de denúncias contra o prefeito João Gregório (PSD). Uma ação popular com pedido de urgência, pede o afastamento do prefeito. A ação, protocolada dia último 12, na comarca de Caririaçu, aponta uma série irregularidades como nepotismo e fraude em licitações.

Pelo menos, seis contratos do município têm pedido de suspensão da licitação. A maior suspeita de irregularidade recai sobre o contrato de locação de veículos no valor de R$ R$ 406 mil. Há uma suspeita de que a empresa “Podium Empreendimentos”, vencedora da licitação, pertença ao prefeito.

Segundo a denúncia, parte dos veículos oferecidos para o serviço junto as secretarias de Administração, Desenvolvimento Econômico, Saúde; Educação e Obras, além do gabinete do prefeito, pertenciam ao próprio prefeito e a primeira-dama, Fabiana Ferreira.

Os veículos foram transferidos para a empresa dias antes do fechamento do contrato. Além do afastamento do prefeito, a ação pede o ressarcimento dos valores pagos. Os fatos já estariam sendo investigados pelo Polícia Federal.

Especial/Reportagem

Livro

Leia Também: