e-Política
MadsonVagner
Bebianno vence queda de braço com Bolsonaro e fica no cargo

A queda de braço entre o secretária-geral da Presidência da República, Gustavo Bebianno, e a família Bolsonaro teve uma definição nesta sexta-feira, 15. Após reunião com o ministro chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, a decisão é pela permanência no Governo. Segundo a Folha de S. Paulo, o próprio presidente Jair Bolsonaro teria decidido pela […]

15/02/2019 | Madson Vagner

A queda de braço entre o secretária-geral da Presidência da República, Gustavo Bebianno, e a família Bolsonaro teve uma definição nesta sexta-feira, 15. Após reunião com o ministro chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, a decisão é pela permanência no Governo. Segundo a Folha de S. Paulo, o próprio presidente Jair Bolsonaro teria decidido pela suspensão da exoneração.

Ao ser colocado no status mentiroso pelo próprio Bolsonaro e seus filhos, Bebiano chegou a desafiar a família para exonera-lo. Disse saber demais e que se caísse levaria Bolsonaro junto. Para a oposição Bebiano enquadrou Bolsonaro e seus filhos.

Ao sair do Palácio do Planalto, Bebianno foi questionado pela TV Globo sobre a crise no governo, mas respondeu: “Não tem crise nenhuma”. Sobre sua permanência na pasta, afirmou: “Estou aqui, não estou?”

No último fim de semana, a Folha de S. Paulo informou que o PSL repassou R$ 400 mil a uma candidata a deputada federal de Pernambuco que recebeu 274 votos, quatro dias antes da eleição. Ainda segundo o jornal, o repasse foi feito no período em que Gustavo Bebianno era presidente do partido.

*PUBLICIDADE
*PUBLICIDADE
Especial/Reportagem

Livro

Leia Também: