e-Política
MadsonVagner
Bolsonaro recua e conversa com Alexandre de Moraes; Camilo se manifesta

Segundo informações, Bolsonaro teria dito ao ministro do Alexandre de Moraes que nunca teve a intenção de agredi-lo e que acredita na união entre os Poderes.

10/09/2021 | Madson Vagner

Depois da repercussão negativa dos discursos durante as manifestações do 7 de setembro, o presidente Jair Bolsonaro recuou nos ataques e tenta amenizar a crise. Depois de pedir que os caminhoneiros fossem para casa e dizer que não teve a intensão de “agredir os poderes”, Bolsonaro conversou nesta quinta-feira, 09, com o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes.

Alexandre de Moraes foi o principal alvo dos ataques de Bolsonaro e seus seguidores durante os protestos do dia 7. O encontro entre Bolsonaro e Moraes aconteceu em tom pacífico e teve a mediação do ex-presidente, Michel Temer (MDB), que indicou Moraes ao STF.

Segundo informações, Bolsonaro teria dito ao ministro do STF que nunca teve a intenção de agredi-lo e que acredita na união entre os Poderes. O magistrado, por sua vez, afirmou que age apenas nos termos jurídicos e não tem nada pessoal contra o atual presidente e apoiadores dele.

Após o encontro Bolsonaro publicou uma nota dizendo que as palavras, “por vezes, contundentes” foram faladas no “calor do momento”. Bolsonaro admitiu que o tensionamento com Moraes tem motivação nas decisões do ministro no inquérito das fake news.

Repercutindo o encontro e a nota, o governador Camilo Santana (PT) se manifestou nas redes sociais. O governador disse esperar uma mudança de comportamento e ações do presidente da República. “Ninguém neste país está acima da lei e da Constituição”, disse.

*PUBLICIDADE
*PUBLICIDADE
Especial/Reportagem

Livro

Leia Também: