e-Política
MadsonVagner
*PUBLICIDADE
Câmara de Juazeiro e OAB questionam eficácia da SEJUD-Crajubar

Na sessão da Câmara, o vereador Tarso Magno sugeriu que o Tribunal de Justiça do Ceará reconsidere a instalação da SEJUD. A OAB de Crato e Juazeiro, também querem explicações sobre os trabalhos.

11/06/2019 | Madson Vagner

Depois de muitas reclamações dos advogados que atuam em Crato, Juazeiro do Norte e Barbalha, sobre a atuação da Secretaria Judiciária Única (SEJUD-Crajubar), com sede em Crato, o órgão foi alvo de críticas na Câmara de Juazeiro. O vereador Tarso Magno (PRP), ex-presidente da Ordem do Advogados do Brasil (OAB), subsecção Juazeiro, chegou a pedir o fechamento do órgão.

Na sessão da Câmara, o vereador Tarso sugeriu que o Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) reconsidere a instalação da SEJUD, devolvendo os servidores para os Fóruns, ou contrate mais servidores para dar vazão a grande demanda. Tarso garante que na região é unanime a avaliação de que o serviço piorou muito.

“Há quatro meses o Tribunal de Justiça, anunciou a criação da Secretaria Judiciária Única, com sede no Crato, visando o melhoramento na confecção dos mandados judiciais e a tramitação processual. Mas, até agora o serviço fez foi piorar,” disse Tarso.

A pedido do vereador, a Câmara enviou ofício ao TJCE para pedir explicações sobre o funcionamento da SEJUD-Crajubar.

O que diz a OAB

No mesmo ritmo das críticas a OAB, subsecções de Crato e Juazeiro do Norte, chegaram a realizar Audiência Pública no dia 29 de abril para debater o tema. Foram unanimes em avaliar os serviços prestados pela SEJUD-Crajubar como ineficiente.

As subsecções de Crato e Juazeiro, reclamam que não foram ouvidas antes da criação da SEJUD. Em documento enviado ao TJCE, as subsecções avaliam que “os objetivos de primar pela qualidade, segurança das informações, eficiência, racionalidade e celeridade não estão acontecendo na prática”. O documento elencou uma série de reinvindicações e sugestões, mas até o momento não obteve resposta.

Os dirigentes da OAB de Crato e Juazeiro, alegam ainda ter participado de “inúmeras reuniões” com o coordenador regional da SEJUD-Crajubar, Alexandre Santiago, mas sem uma resolução para os problemas percebidos.

Sob a responsabilidade do Tribunal de Justiça do Ceará, a SEJUD-Crajubar foi criada por lei estadual (nº 16.505) de 22 de janeiro de 2019, e está funcionando desde o dia 29 de janeiro de 2019.

(Jornal do Cariri).

*PUBLICIDADE
*PUBLICIDADE
Especial/Reportagem

Livro

Leia Também: