Pressionado por uma solução para a greve dos professores, que já durava mais de 30 dias, o prefeito de Caririaçu, Edmilson Leite (PDT), anunciou aliviado o fim do movimento no dia 9. O acordo entre Prefeitura e Sindicato, foi confirmado pelo presidente da entidade, Orlando Soares. Mesmo confirmando o entendimento, Orlando reclamou da pouca atenção da gestão na negociação anterior à greve. Ficou o registro de que o prefeito só quando os trabalhadores foram as ruas.

Os professores aceitaram a proposta de 2,5% de aumento, em vigor a partir de outubro próximo. O retroativo da progressão prevista no Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR), referente a 2016 e 2017, será pago em 18 parcelas a partir de 2019. Claro, tudo com a anuência do Ministério Público do Estado e Tribunal de Contas do Estado, em consulta feito pelo próprio prefeito.

Pressionado por uma solução para a greve dos professores, que já durava mais de 30 dias, o prefeito de Caririaçu, Edmilson Leite (PDT), anunciou aliviado o fim do movimento no dia 9. O acordo entre Prefeitura e Sindicato, foi confirmado pelo presidente da entidade, Orlando Soares. Mesmo confirmando o entendimento, Orlando reclamou da pouca atenção da gestão na negociação anterior à greve. Ficou o registro de que o prefeito só quando os trabalhadores foram as ruas.

Os professores aceitaram a proposta de 2,5% de aumento, em vigor a partir de outubro próximo. O retroativo da progressão prevista no Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR), referente a 2016 e 2017, será pago em 18 parcelas a partir de 2019. Claro, tudo com a anuência do Ministério Público do Estado e Tribunal de Contas do Estado, em consulta feito pelo próprio prefeito.

e-Política
MadsonVagner
Com fim da greve, prefeito Caririaçu respira aliviado

Pressionado por uma solução para a greve dos professores, que já durava mais de 30 dias, o prefeito de Caririaçu, Edmilson Leite (PDT), anunciou aliviado o fim do movimento no dia 9. O acordo entre Prefeitura e Sindicato, foi confirmado pelo presidente da entidade, Orlando Soares. Mesmo confirmando o entendimento, Orlando reclamou da pouca atenção da gestão na negociação anterior à greve. Ficou o registro de que o prefeito só quando os trabalhadores foram as ruas.

Os professores aceitaram a proposta de 2,5% de aumento, em vigor a partir de outubro próximo. O retroativo da progressão prevista no Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR), referente a 2016 e 2017, será pago em 18 parcelas a partir de 2019. Claro, tudo com a anuência do Ministério Público do Estado e Tribunal de Contas do Estado, em consulta feito pelo próprio prefeito.

13/08/2018 | Madson Vagner

Pressionado por uma solução para a greve dos professores, que já durava mais de 30 dias, o prefeito de Caririaçu, Edmilson Leite (PDT), anunciou aliviado o fim do movimento no dia 9. O acordo entre Prefeitura e Sindicato, foi confirmado pelo presidente da entidade, Orlando Soares. Mesmo confirmando o entendimento, Orlando reclamou da pouca atenção da gestão na negociação anterior à greve. Ficou o registro de que o prefeito só quando os trabalhadores foram as ruas.

Os professores aceitaram a proposta de 2,5% de aumento, em vigor a partir de outubro próximo. O retroativo da progressão prevista no Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR), referente a 2016 e 2017, será pago em 18 parcelas a partir de 2019. Claro, tudo com a anuência do Ministério Público do Estado e Tribunal de Contas do Estado, em consulta feito pelo próprio prefeito.

Especial/Reportagem

Livro

Leia Também: