e-Política
MadsonVagner
Como ministro, André Figueiredo teria virado sócio de TV de R$ 60 milhões

O presidente do PDT no Ceará, deputado federal André Figueiredo, foi apontado como sendo um dos donos na TV Difusora de São Luiz (MA). A emissora é a mesma onde o presidenciável Ciro Gomes (PDT) disse, em entrevista, que se fosse eleito rasgaria a Constituição para soltar Lula e colocar “juízes e o Ministério Público […]

27/07/2018 | Madson Vagner

O presidente do PDT no Ceará, deputado federal André Figueiredo, foi apontado como sendo um dos donos na TV Difusora de São Luiz (MA). A emissora é a mesma onde o presidenciável Ciro Gomes (PDT) disse, em entrevista, que se fosse eleito rasgaria a Constituição para soltar Lula e colocar “juízes e o Ministério Público em suas caixinhas”.

Segundo a colunista Andreza Matias, Jornal O Estadão, a TV pertence hoje ao ex-líder do PDT na Câmara, deputado federal Weverton Rocha, antecessor de André no Ministério das Comunicações. Ainda segundo a colunista, no Ministério a TV se mantém no nome de Edison Lobão Filho, do MDB.

Andreza não informa, mas um jornal local (Jornal Pequeno), fala em um sócio oculto que seria o, também, ex-ministro das Comunicações André Figueiredo. A dúvida é se a compra da TV Difusora aconteceu quando André comandava o Ministério e como teria adquirido parte de uma TV avaliada em R$ 60 milhões.

Durante a passagem de André pelo Ministério das Comunicações, foram concedidas 16 RTVs para a Fundação Vale do Jaguaribe, pertencente ao prefeito de Aracati, Bismark Maia. As emissoras estão avaliadas em R$ 6 milhões e formariam uma rede estadual de televisão a disposição de Ciro Gomes.

*PUBLICIDADE
*PUBLICIDADE
Especial/Reportagem

Livro

Leia Também: