e-Política
MadsonVagner
Deu errado. Cid implode lançamento da campanha de Haddad em Fortaleza

Não durou mais de 20 minutos o evento de lançamento da campanha do candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad, na noite desta segunda-feira, 15, em Fortaleza. Primeiro a falar, o ex-governador e senador eleito Cid Gomes (PDT), cobrou mais humildade dos petistas na hora de fazer um “mea culpa” sobre seus erros durante o […]

16/10/2018 | Madson Vagner

Não durou mais de 20 minutos o evento de lançamento da campanha do candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad, na noite desta segunda-feira, 15, em Fortaleza. Primeiro a falar, o ex-governador e senador eleito Cid Gomes (PDT), cobrou mais humildade dos petistas na hora de fazer um “mea culpa” sobre seus erros durante o período que governaram o Brasil. Sugeriu que o exemplo partisse do Ceará. Foi vaiada e o clima esquentou.

“É por isso que vocês vão perder,” repetiu várias vezes, enquanto batia boca com a plateia formada por prefeitos, vereadores e lideranças políticas e sociais. Durante a discussão várias vezes o ex-governador apontou para alguns petistas aos gritos de “babaca”.

“Não admitir o ‘mea culpa’, os erros que cometeram, isso é para perder a eleição e é bem feito”. “Vão perder feio porque fizeram muita besteira. Porque aparelharam as repartições públicas. Porque acharam que eram donos de um país, e o Brasil não aceita ter dono,” dizia diante de uma plateia cada vez mais furiosa.

E Cid foi além: “Quem criou o Bolsonaro foram essas figuras que acham que são donas da verdade, que acham que podem fazer tudo, que acham que os fins justificam os meios,” disse. “Muito bem, eu me calo, eu me calo numa boa. Não sei porque me pediram para falar antes. É para fazer faz de conta?” perguntou. Em resposta aos gritos de “Lula”, Cid respondeu: “Lula, o que? Lula tá preso, babaca”.

Apesar do momento de tensão, Cid avaliou que o país está numa encruzilhada e que a culpa não é do PDT. “O Brasil está numa encruzilhada e dela pode sair um mal terrível para o Brasil, terrível. Que pode colocar em risco a liberdade das pessoas; a liberdade das pessoas de se expressar, de fazer sua opção de vida, qualquer que seja ela,” disse.

O governador Camilo Santana (PT) tentou colocar amenizar a tensão causada pela fala de Cid e admitiu que o ex-governador tinha razão em partes de suas queixas, mas que não era hora de discutir o PT. O evento já estava implodido e sem sentido.

Após o encerramento do evento, Cid foi vaiado novamente. Do lado de fora do auditório, foi cercado por militantes petistas que jogaram faixas do partido no pedetista. Houve tumulto.

*PUBLICIDADE
*PUBLICIDADE
Especial/Reportagem

Livro

Leia Também: