Após um fim de semana de intensas negociações e especulações políticas, 14 partidos decidiram pelo lançamento de candidatura própria para a Presidência da República. Entre os nomes mais conhecidos, estão o ex-presidente Lula (PT), Geraldo Alckmin (PSDB), ex-governador de São Paulo, Marina Silva (Rede), Ciro Gomes (PDT) e Jair Bolsonaro (PSL).

O número deve ser modificado, já que, a pré-candidata do PCdoB, Manuela D’Ávila, aceitou ser a vice de Lula na chapa petista. A candidata comunista chegou a anuncia a candidatura ao Planalto e tem até o dia 15 deste mês para registrar ou não a candidatura.

Outros nomes na disputa são Álvaro Dias (Podemos), Guilherme Boulos (Psol), Henrique Meirelles (MDB), Cabo Daciolo (Patriota), João Amoêdo (Novo), João Gular Filho (PPL), José Maria Eymael (DC) e Vera Lúcia (PSTU).

O candidato do PSDB, Geraldo Alckmin deve ficar com a maior aliança, proporcionando, também, o maior tempo de Rádio e TV, no horário gratuito. O tucano fechou com os partidos do chamado centrão PP, DEM, PTB, PSD, SD, PRB, PPS e PR.

Após um fim de semana de intensas negociações e especulações políticas, 14 partidos decidiram pelo lançamento de candidatura própria para a Presidência da República. Entre os nomes mais conhecidos, estão o ex-presidente Lula (PT), Geraldo Alckmin (PSDB), ex-governador de São Paulo, Marina Silva (Rede), Ciro Gomes (PDT) e Jair Bolsonaro (PSL).

O número deve ser modificado, já que, a pré-candidata do PCdoB, Manuela D’Ávila, aceitou ser a vice de Lula na chapa petista. A candidata comunista chegou a anuncia a candidatura ao Planalto e tem até o dia 15 deste mês para registrar ou não a candidatura.

Outros nomes na disputa são Álvaro Dias (Podemos), Guilherme Boulos (Psol), Henrique Meirelles (MDB), Cabo Daciolo (Patriota), João Amoêdo (Novo), João Gular Filho (PPL), José Maria Eymael (DC) e Vera Lúcia (PSTU).

O candidato do PSDB, Geraldo Alckmin deve ficar com a maior aliança, proporcionando, também, o maior tempo de Rádio e TV, no horário gratuito. O tucano fechou com os partidos do chamado centrão PP, DEM, PTB, PSD, SD, PRB, PPS e PR.

e-Política
MadsonVagner
Eleições. Disputa pela Presidência terá 13 candidatos

Após um fim de semana de intensas negociações e especulações políticas, 14 partidos decidiram pelo lançamento de candidatura própria para a Presidência da República. Entre os nomes mais conhecidos, estão o ex-presidente Lula (PT), Geraldo Alckmin (PSDB), ex-governador de São Paulo, Marina Silva (Rede), Ciro Gomes (PDT) e Jair Bolsonaro (PSL).

O número deve ser modificado, já que, a pré-candidata do PCdoB, Manuela D’Ávila, aceitou ser a vice de Lula na chapa petista. A candidata comunista chegou a anuncia a candidatura ao Planalto e tem até o dia 15 deste mês para registrar ou não a candidatura.

Outros nomes na disputa são Álvaro Dias (Podemos), Guilherme Boulos (Psol), Henrique Meirelles (MDB), Cabo Daciolo (Patriota), João Amoêdo (Novo), João Gular Filho (PPL), José Maria Eymael (DC) e Vera Lúcia (PSTU).

O candidato do PSDB, Geraldo Alckmin deve ficar com a maior aliança, proporcionando, também, o maior tempo de Rádio e TV, no horário gratuito. O tucano fechou com os partidos do chamado centrão PP, DEM, PTB, PSD, SD, PRB, PPS e PR.

06/08/2018 | Madson Vagner

Após um fim de semana de intensas negociações e especulações políticas, 14 partidos decidiram pelo lançamento de candidatura própria para a Presidência da República. Entre os nomes mais conhecidos, estão o ex-presidente Lula (PT), Geraldo Alckmin (PSDB), ex-governador de São Paulo, Marina Silva (Rede), Ciro Gomes (PDT) e Jair Bolsonaro (PSL).

O número deve ser modificado, já que, a pré-candidata do PCdoB, Manuela D’Ávila, aceitou ser a vice de Lula na chapa petista. A candidata comunista chegou a anuncia a candidatura ao Planalto e tem até o dia 15 deste mês para registrar ou não a candidatura.

Outros nomes na disputa são Álvaro Dias (Podemos), Guilherme Boulos (Psol), Henrique Meirelles (MDB), Cabo Daciolo (Patriota), João Amoêdo (Novo), João Gular Filho (PPL), José Maria Eymael (DC) e Vera Lúcia (PSTU).

O candidato do PSDB, Geraldo Alckmin deve ficar com a maior aliança, proporcionando, também, o maior tempo de Rádio e TV, no horário gratuito. O tucano fechou com os partidos do chamado centrão PP, DEM, PTB, PSD, SD, PRB, PPS e PR.

Especial/Reportagem

Livro

Leia Também: