Em Altaneira, a Comissão Processante que investiga o prefeito Dariomar Soares decidiu pela cassação do gestor, em reunião no dia 23. O relatório final teve dois votos pelo afastamento e um contrário. Agora caberá ao plenário da Câmara decidir pelo futuro do prefeito. A expectativa na Casa é que o prefeito escape. Para justificar o voto, o relator do processo, vereador Flavio Correia, destacou cinco pontos que garantem a infração cometida pelo gestor. O presidente da Comissão, vereador professor Adeilton, seguiu o relator e a vereadora Silvania Andrade, secretária, foi o voto dissonante. É esperar a decisão do Plenário.

Em Altaneira, a Comissão Processante que investiga o prefeito Dariomar Soares decidiu pela cassação do gestor, em reunião no dia 23. O relatório final teve dois votos pelo afastamento e um contrário. Agora caberá ao plenário da Câmara decidir pelo futuro do prefeito. A expectativa na Casa é que o prefeito escape. Para justificar o voto, o relator do processo, vereador Flavio Correia, destacou cinco pontos que garantem a infração cometida pelo gestor. O presidente da Comissão, vereador professor Adeilton, seguiu o relator e a vereadora Silvania Andrade, secretária, foi o voto dissonante. É esperar a decisão do Plenário.

e-Política
MadsonVagner
Em Altaneira, Comissão Processante quer cassação de Dariomar

Em Altaneira, a Comissão Processante que investiga o prefeito Dariomar Soares decidiu pela cassação do gestor, em reunião no dia 23. O relatório final teve dois votos pelo afastamento e um contrário. Agora caberá ao plenário da Câmara decidir pelo futuro do prefeito. A expectativa na Casa é que o prefeito escape. Para justificar o voto, o relator do processo, vereador Flavio Correia, destacou cinco pontos que garantem a infração cometida pelo gestor. O presidente da Comissão, vereador professor Adeilton, seguiu o relator e a vereadora Silvania Andrade, secretária, foi o voto dissonante. É esperar a decisão do Plenário.

28/11/2018 | Madson Vagner

Em Altaneira, a Comissão Processante que investiga o prefeito Dariomar Soares decidiu pela cassação do gestor, em reunião no dia 23. O relatório final teve dois votos pelo afastamento e um contrário. Agora caberá ao plenário da Câmara decidir pelo futuro do prefeito. A expectativa na Casa é que o prefeito escape. Para justificar o voto, o relator do processo, vereador Flavio Correia, destacou cinco pontos que garantem a infração cometida pelo gestor. O presidente da Comissão, vereador professor Adeilton, seguiu o relator e a vereadora Silvania Andrade, secretária, foi o voto dissonante. É esperar a decisão do Plenário.

Especial/Reportagem

Livro

Leia Também: