A Prefeitura de Assaré mais parece uma empresa familiar, não uma administração pública. É o que deve ter avaliado a promotora Vandisa Maria Frota Prado ao pedir o afastamento e o bloqueio dos bens do prefeito de Assaré, Evanderto Almeida, familiares e secretários da sua gestão. O bloqueio está estipulado em pouco mais de R$ 380 mil. O Ministério Público do Estado pediu, além do afastamento, a perda do mandato de prefeito e aplicação de multa.

A ação pede o imediato afastamento dos familiares do prefeito e dos agentes públicos: Francisca Naira Costa Viana (esposa), Roberta Maria Costa Sampaio (sobrinha) e Francisco Paulo Paiva Almeida (filho), Meiriele Leite Silva (nora), José Evandércio Almeida (irmão), Valéria Sampaio Freire Alencar (nora), Maria Eldevanha de Sousa dos Santos (secretária de Educação), e Ione Honório da Silva (cunhada da secretária da Educação).

A Prefeitura de Assaré mais parece uma empresa familiar, não uma administração pública. É o que deve ter avaliado a promotora Vandisa Maria Frota Prado ao pedir o afastamento e o bloqueio dos bens do prefeito de Assaré, Evanderto Almeida, familiares e secretários da sua gestão. O bloqueio está estipulado em pouco mais de R$ 380 mil. O Ministério Público do Estado pediu, além do afastamento, a perda do mandato de prefeito e aplicação de multa.

A ação pede o imediato afastamento dos familiares do prefeito e dos agentes públicos: Francisca Naira Costa Viana (esposa), Roberta Maria Costa Sampaio (sobrinha) e Francisco Paulo Paiva Almeida (filho), Meiriele Leite Silva (nora), José Evandércio Almeida (irmão), Valéria Sampaio Freire Alencar (nora), Maria Eldevanha de Sousa dos Santos (secretária de Educação), e Ione Honório da Silva (cunhada da secretária da Educação).

e-Política
MadsonVagner
Em Assaré, Ministério Público pede afastamento de Evanderto e família

A Prefeitura de Assaré mais parece uma empresa familiar, não uma administração pública. É o que deve ter avaliado a promotora Vandisa Maria Frota Prado ao pedir o afastamento e o bloqueio dos bens do prefeito de Assaré, Evanderto Almeida, familiares e secretários da sua gestão. O bloqueio está estipulado em pouco mais de R$ 380 mil. O Ministério Público do Estado pediu, além do afastamento, a perda do mandato de prefeito e aplicação de multa.

A ação pede o imediato afastamento dos familiares do prefeito e dos agentes públicos: Francisca Naira Costa Viana (esposa), Roberta Maria Costa Sampaio (sobrinha) e Francisco Paulo Paiva Almeida (filho), Meiriele Leite Silva (nora), José Evandércio Almeida (irmão), Valéria Sampaio Freire Alencar (nora), Maria Eldevanha de Sousa dos Santos (secretária de Educação), e Ione Honório da Silva (cunhada da secretária da Educação).

14/11/2018 | Madson Vagner

A Prefeitura de Assaré mais parece uma empresa familiar, não uma administração pública. É o que deve ter avaliado a promotora Vandisa Maria Frota Prado ao pedir o afastamento e o bloqueio dos bens do prefeito de Assaré, Evanderto Almeida, familiares e secretários da sua gestão. O bloqueio está estipulado em pouco mais de R$ 380 mil. O Ministério Público do Estado pediu, além do afastamento, a perda do mandato de prefeito e aplicação de multa.

A ação pede o imediato afastamento dos familiares do prefeito e dos agentes públicos: Francisca Naira Costa Viana (esposa), Roberta Maria Costa Sampaio (sobrinha) e Francisco Paulo Paiva Almeida (filho), Meiriele Leite Silva (nora), José Evandércio Almeida (irmão), Valéria Sampaio Freire Alencar (nora), Maria Eldevanha de Sousa dos Santos (secretária de Educação), e Ione Honório da Silva (cunhada da secretária da Educação).

Especial/Reportagem

Livro

Leia Também: