Apesar de estar em dia com salários dos servidores municipais, o prefeito de Caririaçu, Edmilson Leite (PDT), está sob forte desgaste. Os professores do município mantêm a greve, com uma agenda de manifestações cada vez mais forte e, agora, a cidade começa a sofrer nova ameaça de colapso no abastecimento de água.

No caso dos professores, o prefeito garante não ter como cumprir a lei municipal do PCCR, que prevê ganho real de 2,5% a cada três anos aos servidores. Edmilson quer pagar dividido, sem cumprir com o retroativo, o que dificulta um acordo.

Já com relação a escassez de água, o desgaste é motivado pela manutenção deficitária na adutora que abastece o município. A crise é real e avança.

Apesar de estar em dia com salários dos servidores municipais, o prefeito de Caririaçu, Edmilson Leite (PDT), está sob forte desgaste. Os professores do município mantêm a greve, com uma agenda de manifestações cada vez mais forte e, agora, a cidade começa a sofrer nova ameaça de colapso no abastecimento de água.

No caso dos professores, o prefeito garante não ter como cumprir a lei municipal do PCCR, que prevê ganho real de 2,5% a cada três anos aos servidores. Edmilson quer pagar dividido, sem cumprir com o retroativo, o que dificulta um acordo.

Já com relação a escassez de água, o desgaste é motivado pela manutenção deficitária na adutora que abastece o município. A crise é real e avança.

e-Política
MadsonVagner
Em Caririaçu, greve e falta de água desgastam Edmilson

Apesar de estar em dia com salários dos servidores municipais, o prefeito de Caririaçu, Edmilson Leite (PDT), está sob forte desgaste. Os professores do município mantêm a greve, com uma agenda de manifestações cada vez mais forte e, agora, a cidade começa a sofrer nova ameaça de colapso no abastecimento de água.

No caso dos professores, o prefeito garante não ter como cumprir a lei municipal do PCCR, que prevê ganho real de 2,5% a cada três anos aos servidores. Edmilson quer pagar dividido, sem cumprir com o retroativo, o que dificulta um acordo.

Já com relação a escassez de água, o desgaste é motivado pela manutenção deficitária na adutora que abastece o município. A crise é real e avança.

06/06/2018 | Madson Vagner

Apesar de estar em dia com salários dos servidores municipais, o prefeito de Caririaçu, Edmilson Leite (PDT), está sob forte desgaste. Os professores do município mantêm a greve, com uma agenda de manifestações cada vez mais forte e, agora, a cidade começa a sofrer nova ameaça de colapso no abastecimento de água.

No caso dos professores, o prefeito garante não ter como cumprir a lei municipal do PCCR, que prevê ganho real de 2,5% a cada três anos aos servidores. Edmilson quer pagar dividido, sem cumprir com o retroativo, o que dificulta um acordo.

Já com relação a escassez de água, o desgaste é motivado pela manutenção deficitária na adutora que abastece o município. A crise é real e avança.

Especial/Reportagem

Livro

Leia Também: