Uma cena lamentável na abertura da Jornada Pedagógica de Caririaçu, na quarta-feira, 20. Durante o discurso do prefeito Edmilson Leite, o presidente do Sindicato dos Servidores do Município, conhecido como Orlando, tentou entregar um ofício com as reivindicações dos profissionais do magistério que ameaçam greve.

O prefeito não aceitou a interrupção e não recebeu o documento. E, ainda, disparou contra o sindicalista um ataque de raiva, qualificando-o de fraco, enquanto esteve coordenador escolar. O incomodo se tornou maior quando o prefeito acusou o presidente Orlando de usar a categoria e o reajuste dos professores para fazer politicagem e ser candidato a vereador.

E Edmilson ameaçou: “você não vai ser vereador nunca em Caririaçu”. Para os presentes, ficou a avaliação que tudo poderia ser evitado com bom senso e educação de ambas as partes.

Uma cena lamentável na abertura da Jornada Pedagógica de Caririaçu, na quarta-feira, 20. Durante o discurso do prefeito Edmilson Leite, o presidente do Sindicato dos Servidores do Município, conhecido como Orlando, tentou entregar um ofício com as reivindicações dos profissionais do magistério que ameaçam greve.

O prefeito não aceitou a interrupção e não recebeu o documento. E, ainda, disparou contra o sindicalista um ataque de raiva, qualificando-o de fraco, enquanto esteve coordenador escolar. O incomodo se tornou maior quando o prefeito acusou o presidente Orlando de usar a categoria e o reajuste dos professores para fazer politicagem e ser candidato a vereador.

E Edmilson ameaçou: “você não vai ser vereador nunca em Caririaçu”. Para os presentes, ficou a avaliação que tudo poderia ser evitado com bom senso e educação de ambas as partes.

e-Política
MadsonVagner
Em Caririaçu, prefeito e sindicalista discutem em público

Uma cena lamentável na abertura da Jornada Pedagógica de Caririaçu, na quarta-feira, 20. Durante o discurso do prefeito Edmilson Leite, o presidente do Sindicato dos Servidores do Município, conhecido como Orlando, tentou entregar um ofício com as reivindicações dos profissionais do magistério que ameaçam greve.

O prefeito não aceitou a interrupção e não recebeu o documento. E, ainda, disparou contra o sindicalista um ataque de raiva, qualificando-o de fraco, enquanto esteve coordenador escolar. O incomodo se tornou maior quando o prefeito acusou o presidente Orlando de usar a categoria e o reajuste dos professores para fazer politicagem e ser candidato a vereador.

E Edmilson ameaçou: “você não vai ser vereador nunca em Caririaçu”. Para os presentes, ficou a avaliação que tudo poderia ser evitado com bom senso e educação de ambas as partes.

25/02/2019 | Madson Vagner

Uma cena lamentável na abertura da Jornada Pedagógica de Caririaçu, na quarta-feira, 20. Durante o discurso do prefeito Edmilson Leite, o presidente do Sindicato dos Servidores do Município, conhecido como Orlando, tentou entregar um ofício com as reivindicações dos profissionais do magistério que ameaçam greve.

O prefeito não aceitou a interrupção e não recebeu o documento. E, ainda, disparou contra o sindicalista um ataque de raiva, qualificando-o de fraco, enquanto esteve coordenador escolar. O incomodo se tornou maior quando o prefeito acusou o presidente Orlando de usar a categoria e o reajuste dos professores para fazer politicagem e ser candidato a vereador.

E Edmilson ameaçou: “você não vai ser vereador nunca em Caririaçu”. Para os presentes, ficou a avaliação que tudo poderia ser evitado com bom senso e educação de ambas as partes.

Especial/Reportagem

Livro

Leia Também: