e-Política
MadsonVagner
Em Caririaçu, Prefeitura e Sindicato não chegam a acordo sobre reajuste

Depois de um longo tempo de trégua, o sindicato dos servidores municipais de Caririaçu e o prefeito Edmilson Leite, estão novamente em rota de colisão. De um lado, o prefeito anunciou um reajuste de 4,17%, mesmo estabelecido pelo Piso Nacional, e do outro o sindicato que emitiu nota de repudio. O reajuste foi aprovado pela […]

18/02/2019 | Madson Vagner

Depois de um longo tempo de trégua, o sindicato dos servidores municipais de Caririaçu e o prefeito Edmilson Leite, estão novamente em rota de colisão. De um lado, o prefeito anunciou um reajuste de 4,17%, mesmo estabelecido pelo Piso Nacional, e do outro o sindicato que emitiu nota de repudio.

O reajuste foi aprovado pela Câmara de Vereadores, no dia 15, mas está longe de ser consenso entre os servidores, que cobram um reajuste de 6,23%, alegando ser o percentual o reajuste do valor ‘per capita’ por aluno destinado pelo Ministério da Educação.

No gestão Edmilson, o debate é de perseguição política, enquanto o sindicato rebate que não houve negociações para o fechamento da Campanha Salarial de 2019. Perseguição ou não, Edmilson está sob a ameaça de uma greve que pode desgastá-lo para a sucessão de 2020.

*PUBLICIDADE
*PUBLICIDADE
Especial/Reportagem

Livro

Leia Também: