e-Política
MadsonVagner
*PUBLICIDADE
Em entrevista, Janot disse ter planejado matar Gilmar Mendes dentro do STF

Em entrevista à revista Veja, o ex-procurador Geral da República, Rodrigo Janot, revelou ter planejado assassinar o ministro do STF, Gilmar Mendes.

27/09/2019 | Madson Vagner

A edição da revista Veja desta semana revela o planejamento de um assassinato no alto escalão do Poder no Brasil. Em entrevista, o ex-procurador da Procuradoria Geral da República (PGR), Rodrigo Janot, disse ter ido a uma sessão do STF (Supremo Tribunal Federal), armado e disposto a matar o ministro Gilmar Mendes.

“Não ia ser ameaça, não. Ia ser assassinato mesmo. Ia matar ele [Gilmar Mendes] e depois me suicidar”, afirmou Janot. Segundo Janot, o caso aconteceu em maio de 2017 e teria sido motivado por um pedido de suspeição, apresentado pelo Ministério Público Federal (MPF), contra Gilmar Mendes, no caso de um habeas corpus do empresário Eike Batista.

Em retaliação, Gilmar teria espalhado a história de que a filha de Janot seria “credora por honorários advocatícios de pessoas jurídicas envolvidas na Lava-Jato”. “Isso me tirou do sério”, relembrou Janot.

O ex-procurador disse que no dia da sessão encontrou Gilmar Mendes nos corredores. “Ele estava sozinho, mas foi a mão de Deus. Foi a mão de Deus”, repetiu. “Cheguei a entrar no Supremo. Ele estava na sala, na entrada de sessão. Eu olhei, e aí uma ‘mão’ mesmo”, completou.

*PUBLICIDADE
*PUBLICIDADE
Especial/Reportagem

Livro

Leia Também: