e-Política
MadsonVagner
*PUBLICIDADE
Em Granjeiro, Ministério Público quer saber sobre compra de “álcool em gel” sem licitação

O promotor Rafael Couto Vieira tem muitas dúvidas com relação a compra de 3 mil litros de álcool em gel. Menos da metade dos 4,8 mil habitantes devem receber o produto.

29/06/2020 | Madson Vagner

O resultado das investigações do Ministério Público nas prefeituras do Cariri começaram a aparecer. Em Granjeiro, o promotor Rafael Couto Vieira tem muitas dúvidas com relação a compra de 3 mil litros de álcool em gel. Rafael quer saber onde foi parar parte do produto, já que, pelos cálculos, foram distribuídos menos da metade aos cerca de 4,8 mil habitantes.

A conta é simples: para a distribuição, foram comprados 8 mil frascos de 250ml, quando deveriam ser adquiridos 24 mil para distribuir os 3 mil litros do produto. Como agravante, a compra foi feita sem licitação com pagamento avista.

A promotoria realizou inspeção na Prefeitura dia 25, temendo o consumo rápido e a perca dos elementos de provas. Caso se confirme as suspeitas, o prefeito Ticiano Tomé será denunciado por improbidade, com pedido de ressarcimento dos valores.

AINDA em Granjeiro, a mesma inspeção feita pelo promotor Rafael Couto Vieira, buscou provas para outros procedimentos em andamento no Ministério Público. A investigação é sobre reformas de prédios públicos, pagas, possivelmente, de forma irregular. Para a Promotoria, em ambos os casos, ainda são necessárias diligências complementares.

*PUBLICIDADE
*PUBLICIDADE
Especial/Reportagem

Livro

Leia Também: