e-Política
MadsonVagner
*PUBLICIDADE
Em Iguatu, prefeito Ednaldo perde o PTB e sua mulher deve ser expulsa

O prefeito Ednaldo Lavor (PDT) perdeu o comando do PTB, onde sua esposa, a presidente da Câmara, Eliane Braz, está filiada. Ela será convidada a sair.

16/08/2019 | Madson Vagner

O prefeito de Iguatu, Ednaldo Lavor (PDT), perdeu o comando do PTB, onde sua esposa, a vereadora e presidente da Câmara, Eliane Braz, está filiada. Além de perder o comando da sigla, Ednaldo deve enfrentar um candidato do partido na campanha do próximo ano.

Mesmo sem histórico de disputas, o jovem advogado Samuel Alves, tem surpreendido pela capacidade de agregar lideranças ao seu redor. Uma dessas lideranças é o ex-sócio de Ednaldo, o empresário Cláudio Holanda, que recentemente ameaçou entregar todos os podres da máfia do lixo no estado. Cláudio deu apenas o recado, mas já garante que tudo virá à tona na campanha.

Samuel conseguiu o PTB e já negocia com outras siglas para o apoio a sua pré-candidatura. Pessoas próximas garantem que com o PTB não foi difícil. Apesar da sigla estar nas mãos da presidente da Câmara Eliane Braz, o principal candidato do partido no estado em 2018, o deputado Pedro Bezerra, teve apenas 84 votos em Iguatu.

O maior líder do partido no Ceará, o prefeito de Juazeiro do Norte, Arnon Bezerra, não pensou duas vezes antes de entregar o partido a Samuel. Arnon espera que na eleição de 2022 seus candidatos tenham mais atenção no município.

Mas, o que deve chamar a atenção nos próximos dias é a maneira como Eliane Braz deixará o partido. Na verdade, ela será expulsa; claro, se não aceitar o convite para sair. Uma humilhação para o prefeito Ednaldo.

Se Samuel Alencar, será candidato ou se terá chances na disputa contra as outras forças políticas de Iguatu, isso só o tempo e a sua capacidade de articular dirá; mas ninguém pode negar ele entrou no jogo fazendo muito estrago na base de um dos adversários.

*PUBLICIDADE
*PUBLICIDADE
Especial/Reportagem

Livro

Leia Também: