e-Política
MadsonVagner
Em Jati, farra do nepotismo ignora orientações do Ministério Público

O Ministério Público já emitiu duas recomendações sobre o nepotismo no município, mas a gestão da prefeita Mônica Mariano nem respondeu.

22/09/2021 | Madson Vagner

A pergunta mais repetida pelo Sindicato dos Servidores de Jati é: até quando o Ministério Público vai permitir a farra do nepotismo no Município? O órgão fiscalizador já emitiu duas recomendações sobre o crime, mas a gestão da prefeita Mônica Mariano nem respondeu.

Segundo sindicalistas, a folha de pagamento está repleta de casos, principalmente envolvendo a Câmara, no chamado nepotismo cruzado. Por último, o Ministério Público pediu, via ofício, a lista dos servidores com ligação de parentesco com os parlamentares.

A dúvida é se o Legislativo vai responder ou vai seguir o exemplo do Executivo. Os parlamentares já estão sendo chamados de “lagartixa”, em alusão ao comportamento de submissão ao Executivo.

Nas redes sociais, grupos se revezam entre defesas e ataques à gestão Mônica Mariano. A direção do Sindicato garante que não faltam provas, o que falta é ação firme por parte do Ministério Público para colocar um fim à crise.

*PUBLICIDADE
*PUBLICIDADE
Especial/Reportagem

Livro

Leia Também: