e-Política
MadsonVagner
*PUBLICIDADE
Em Mauriti, tendência é Mano Morais aderir à candidatura petista

Na proposta, levada ao governador Camilo Santana, o prefeito Mano Morais viria apoiar um nome petista, que continua sendo o de Isaac Júnior.

12/08/2019 | Madson Vagner

Perto de um entendimento estão PT e PDT de Mauriti. Está em curso uma articulação para evitar o confronto entre Mano Morais e um candidato do PT. Na proposta, levada ao governador Camilo, o prefeito Mano Morais viria apoiar um nome petista. Parte da base pedetista avalia que uma derrota pode comprometer o pós governo de Mano.

O nome petista continua sendo do ex-prefeito Isaac Júnior; apesar de figurar na lista do TCU. Os petistas ressaltam que a condenação não é definitiva e não aponta improbidade. Mas, caso Júnior não se viabilize, se destacam os nomes de Evania Furtado, esposa do vereador João Paulo, e Cláudia Fernanda, ex-esposa de Isaac Júnior.

O ex-prefeito Evanildo Simão não vai para a disputa; quer atuar nos bastidores. O desgaste de Mano pode unir os dois partidos e restabelecer as posições políticas no município.

Rompimento eminente

Um típico caso de estar “dormindo com inimigo”. Essa é a situação do prefeito de Mauriti, Mano Morais. Aliado ao PSDB de Marcio Martins, o prefeito Mano se prepara para o rompimento. Segundo avaliação interna, esse rompimento ainda não aconteceu porque Marcio comanda as Secretarias de Educação, com Aline Tavares, e a Educação com Fabiano Custódio. Aline foi secretária na gestão Marcio é atua como voz do ex-prefeito na atual gestão.

O nome mais forte no grupo de Marcio Martins é o da vereadora e ex-presidente da Câmara, Fernanda Martins, filha de Márcio. Sabendo da traição e com uma reeleição bem difícil, já que enfrentaria o PT e o PSDB, Mano deve se aliar ao PT para garantir tratamento digno no pós eleição. O aval para a união já foi dado pelo governador Camilo, durante passagem por Mauriti.

*PUBLICIDADE
*PUBLICIDADE
Especial/Reportagem

Livro

Leia Também: