A situação política-administrativa do prefeito de Milagres, Lielson Landim (PDT), parece piorar a cada dia. Mesmo depois de recuperar na justiça o comando da Câmara, Lielson tem sofrido constantes desgastes junto às comunidades do município. Na última semana, o vereador Tião Vasques reuniu lideranças do sítio Serra Brava para realizar os festejos sociais do padroeiro local, São Sebastião.

Na gestão Lielson, a festa ainda não recebeu apoio da Prefeitura. Nas redes sociais foram expostas informações como o repasse de R$ 1,5 milhão do Fundo Participação dos Municípios (FPM), para mostrar que o problema não é dinheiro. Apesar de Lielson não justificar a decisão, na comunidade a avaliação é que o motivo foi a derrota do prefeito na comunidade na eleição passada. Será perseguição?

A situação política-administrativa do prefeito de Milagres, Lielson Landim (PDT), parece piorar a cada dia. Mesmo depois de recuperar na justiça o comando da Câmara, Lielson tem sofrido constantes desgastes junto às comunidades do município. Na última semana, o vereador Tião Vasques reuniu lideranças do sítio Serra Brava para realizar os festejos sociais do padroeiro local, São Sebastião.

Na gestão Lielson, a festa ainda não recebeu apoio da Prefeitura. Nas redes sociais foram expostas informações como o repasse de R$ 1,5 milhão do Fundo Participação dos Municípios (FPM), para mostrar que o problema não é dinheiro. Apesar de Lielson não justificar a decisão, na comunidade a avaliação é que o motivo foi a derrota do prefeito na comunidade na eleição passada. Será perseguição?

e-Política
MadsonVagner
Em Milagres, Lielson acusado de perseguição política

A situação política-administrativa do prefeito de Milagres, Lielson Landim (PDT), parece piorar a cada dia. Mesmo depois de recuperar na justiça o comando da Câmara, Lielson tem sofrido constantes desgastes junto às comunidades do município. Na última semana, o vereador Tião Vasques reuniu lideranças do sítio Serra Brava para realizar os festejos sociais do padroeiro local, São Sebastião.

Na gestão Lielson, a festa ainda não recebeu apoio da Prefeitura. Nas redes sociais foram expostas informações como o repasse de R$ 1,5 milhão do Fundo Participação dos Municípios (FPM), para mostrar que o problema não é dinheiro. Apesar de Lielson não justificar a decisão, na comunidade a avaliação é que o motivo foi a derrota do prefeito na comunidade na eleição passada. Será perseguição?

25/01/2019 | Madson Vagner

A situação política-administrativa do prefeito de Milagres, Lielson Landim (PDT), parece piorar a cada dia. Mesmo depois de recuperar na justiça o comando da Câmara, Lielson tem sofrido constantes desgastes junto às comunidades do município. Na última semana, o vereador Tião Vasques reuniu lideranças do sítio Serra Brava para realizar os festejos sociais do padroeiro local, São Sebastião.

Na gestão Lielson, a festa ainda não recebeu apoio da Prefeitura. Nas redes sociais foram expostas informações como o repasse de R$ 1,5 milhão do Fundo Participação dos Municípios (FPM), para mostrar que o problema não é dinheiro. Apesar de Lielson não justificar a decisão, na comunidade a avaliação é que o motivo foi a derrota do prefeito na comunidade na eleição passada. Será perseguição?

Especial/Reportagem

Livro

Leia Também: