e-Política
MadsonVagner
Em nota, Diocese do Crato não responde, ataca e ameaça

Com um posicionamento radicalizado e raivoso, a Diocese do Crato publicou “Nota de Repúdio” atacando o Jornal do Cariri e o Site Ceará News 7, pela publicação de matérias sobre denúncias contra a gestão da Igreja Católica no Cariri. Na nota, assinada pelos padres José Vicente (Vigário Geral) e Vaudênio Nergino (Representante do Clero), a […]

05/06/2018 | Madson Vagner

Com um posicionamento radicalizado e raivoso, a Diocese do Crato publicou “Nota de Repúdio” atacando o Jornal do Cariri e o Site Ceará News 7, pela publicação de matérias sobre denúncias contra a gestão da Igreja Católica no Cariri.

Na nota, assinada pelos padres José Vicente (Vigário Geral) e Vaudênio Nergino (Representante do Clero), a Diocese não respondeu as acusações da assessoria jurídica da empresa “FP Empreendimentos Imobiliários”.

A empresa FP Empreendimentos, que trava uma batalha judicial com a Diocese, acusa o bispo emérito dom Fernando Panico de sacar ilegalmente o valor de R$ 3,2 milhões de uma conta aberta, também de forma ilegal, para receber valores do Loteamento Vila Real II. A área está sob judice e, segundo a empresa, nenhum valor poderia ser sacado antes da decisão final do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Além disso, o atual bispo, dom Gilberto Pastana, enfrenta pedido de afastamento por aproximação com a Maçonaria. O pedido, encaminhado sob sigilo por padres locais, está nas mãos do Núncio Apostólico do Brasil que teria aberto investigação.

Diante dos fatos, a Diocese preferiu atacar os veículo de comunicação constituídos legalmente, qualificando-os de veiculadores de “Fake News”. E mais grave, a nota publicada pela Diocese traz uma ameaça velada aos veículos e seus profissionais membros. “…devendo ser punido e repudiado. Nenhum desses ataques, portanto, ficarão sem respostas,” diz a nota.

A assessoria jurídica do Grupo Ceará Sat de Comunicação, responsável pelos veículos, já foi acionada.

Veja a nota na integra:

Nota de Repúdio

Nós, Clero da Diocese de Crato, manifestamos repúdio diante das matérias veiculadas pelo Jornal do Cariri e o site Ceará News, na manhã desta terça- feira, dia 29 de maio, que tentam, claramente, denegrir a imagem dessa Igreja particular na pessoa do seu pastor diocesano, Dom Gilberto Pastana.

Não é de hoje que esses veículos, usando a comunicação de forma irresponsável, querem suscitar desconfiança e abrir vias de desunião entre nós e os diocesanos. É notório que todo o conteúdo dos textos publicados é composto por informações mentirosas, o que os enquadram no contexto das Fake News, ou seja, notícias falsas, pois a linguagem é vaga e o teor da argumentação dá margem à inverdade.

Como nos alerta o Papa Francisco, em mensagem para o Dia Mundial das Comunicações Sociais 2018, as Fake News são “infundadas, baseadas em dados inexistentes ou distorcidos, tendentes a enganar e até manipular o destinatário. A sua divulgação pode visar objetivos prefixados, influenciar opções políticas e favorecer lucros econômicos”.

 A verdade do Evangelho é a nossa força inspiradora. Unidos ao nosso Bispo, nós, Clero da Diocese de Crato, reafirmamos o compromisso de prezar pela comunicação que gera a comunhão e a edificação das pessoas, sobretudo, daquelas que nos são confiadas. Tudo o que foge a essa premissa não pode ser digno de nossa atenção, devendo ser punido e repudiado. Nenhum desses ataques, portanto, ficarão sem respostas.

 Mantemos o apoio ao nosso Bispo na certeza de que ele guia a nossa Igreja, fazendo vir a nós o reino de Deus.

José Vicente Pinto de Alencar da Silva –Vigário Geral da Diocese de Crato

Pe. Vaudênio Nergino Ferreira –Representante do Clero da Diocese de Crato

*PUBLICIDADE
*PUBLICIDADE
Especial/Reportagem

Livro

Leia Também: