e-Política
MadsonVagner
Em Nova Olinda, Justiça mostra quem manda; Câmara obedece

Na sessão do dia 23, sexta-feira, os vereadores voltaram atrás na decisão de afastar o prefeito Afonso Sampaio. A orientação é do Ministério Público.

27/03/2019 | Madson Vagner

Depois de duas derrotas jurídicas, uma em Brasília e outra na Justiça local, a Câmara de Nova Olinda parece ter colocado a cabeça no lugar. Na sessão do dia 23, sexta-feira, os vereadores voltaram atrás na decisão de afastar o prefeito Afonso Sampaio. O afastamento foi aprovado, pela segunda vez, no último dia 14, mas uma decisão cautelar do juiz Herick Bezerra, recolocou o prefeito no cargo.

Uma orientação do Ministério Público colocou os “pintos nos Is” sobre o processo de cassação: “(…) nele não há previsão de afastamento provisório, apenas definitivo, que pode acontecer eventualmente, mediante juízo político, seguindo as formalidades do Decreto-Lei e as garantias fundamentais do cidadão (…)”, diz o documento.

A Câmara respondeu, por meio de ofício, que não procederá com a decisão de afastamento. Vai esperar a investigação do MP. Pelo menos, tem juízo!

*PUBLICIDADE
*PUBLICIDADE
Especial/Reportagem

Livro

Leia Também: