e-Política
MadsonVagner
Em Nova Olinda, MP ajuíza ação por compra fraudulenta

A administração do ex-prefeito Ronaldo Sampaio, em Nova Olinda, encontrado morto em julho de 2016, continua dando o que falar. Desta vez, o Ministério Público do Estado aponta um empresário, quatro servidores e o contador da antiga gestão, como responsáveis por desvio de dinheiro público. A Ação Civil Pública, movida pelo promotor Daniel Ferreira, denúncia […]

06/08/2018 | Madson Vagner

A administração do ex-prefeito Ronaldo Sampaio, em Nova Olinda, encontrado morto em julho de 2016, continua dando o que falar. Desta vez, o Ministério Público do Estado aponta um empresário, quatro servidores e o contador da antiga gestão, como responsáveis por desvio de dinheiro público.

A Ação Civil Pública, movida pelo promotor Daniel Ferreira, denúncia um contrato de R$ 305 mil para a compra de 475 pneus pela Secretaria de Educação. Segundo apurou o MP, menos de 36 horas após a assinatura do contrato, a empresa recebeu mais de R$ 187 mil para entregar 152 pneus e 22 protetores de aros.

A empresa entregou apenas 44 pneus, não devolveu a diferença do recurso e pediu rescisão do contrato meses depois. É crime! Na ação o promotor pediu o afastamento dos servidores em atividade e a quebra de sigilo bancário de todos os envolvidos.

São citados na ação o empresário Vandislau Costa Silva; os servidores públicos Cristiane Pereira Gomes da Silva, Antônio Olival Cidade, Ana Célia Matos Peixoto, Ana Carolina Liberalino Leite e o contador Francisco Lindomar Alves de Souza.

*PUBLICIDADE
*PUBLICIDADE
Especial/Reportagem

Livro

Leia Também: