Os deputados petistas Luizianne Lins, José Guimarães e Elmano de Freitas, foram recebidos na Residência Oficial, nesse domingo, pelo governador Camilo Santana (PT). Na conversa, que durou mais de 3 horas, os quatro buscaram conciliar os interesses do governador com interesses do PT no processo eleitoral.

Ficou decido que Camilo apoiará a candidatura de Lula para presidente, independente de qualquer situação, caso o petista consiga de viabilizar juridicamente para a disputa. Camilo vinha defendendo a chapa Ciro-Haddad buscando a união entre PT e PDT.

Apesar da definição, uma nova reunião dos cinco governadores petistas do Nordeste está marcada para na quarta-feira, 23, com a presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hofmann. Na pauta, a avaliar do cenário da sucessão presidencial.

Sobre vaga de senador, Camilo disse que haverá debate sobre o assunto e deverá prevalecer o que for definido pelo grupo. Ele destacou, no entanto, o apoio administrativo do senador Eunício Oliveira (MDB) ao seu Governo.

Os deputados petistas Luizianne Lins, José Guimarães e Elmano de Freitas, foram recebidos na Residência Oficial, nesse domingo, pelo governador Camilo Santana (PT). Na conversa, que durou mais de 3 horas, os quatro buscaram conciliar os interesses do governador com interesses do PT no processo eleitoral.

Ficou decido que Camilo apoiará a candidatura de Lula para presidente, independente de qualquer situação, caso o petista consiga de viabilizar juridicamente para a disputa. Camilo vinha defendendo a chapa Ciro-Haddad buscando a união entre PT e PDT.

Apesar da definição, uma nova reunião dos cinco governadores petistas do Nordeste está marcada para na quarta-feira, 23, com a presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hofmann. Na pauta, a avaliar do cenário da sucessão presidencial.

Sobre vaga de senador, Camilo disse que haverá debate sobre o assunto e deverá prevalecer o que for definido pelo grupo. Ele destacou, no entanto, o apoio administrativo do senador Eunício Oliveira (MDB) ao seu Governo.

e-Política
MadsonVagner
Em reunião, Camilo define apoio irrestrito à Lula

Os deputados petistas Luizianne Lins, José Guimarães e Elmano de Freitas, foram recebidos na Residência Oficial, nesse domingo, pelo governador Camilo Santana (PT). Na conversa, que durou mais de 3 horas, os quatro buscaram conciliar os interesses do governador com interesses do PT no processo eleitoral.

Ficou decido que Camilo apoiará a candidatura de Lula para presidente, independente de qualquer situação, caso o petista consiga de viabilizar juridicamente para a disputa. Camilo vinha defendendo a chapa Ciro-Haddad buscando a união entre PT e PDT.

Apesar da definição, uma nova reunião dos cinco governadores petistas do Nordeste está marcada para na quarta-feira, 23, com a presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hofmann. Na pauta, a avaliar do cenário da sucessão presidencial.

Sobre vaga de senador, Camilo disse que haverá debate sobre o assunto e deverá prevalecer o que for definido pelo grupo. Ele destacou, no entanto, o apoio administrativo do senador Eunício Oliveira (MDB) ao seu Governo.

21/05/2018 | Madson Vagner

Os deputados petistas Luizianne Lins, José Guimarães e Elmano de Freitas, foram recebidos na Residência Oficial, nesse domingo, pelo governador Camilo Santana (PT). Na conversa, que durou mais de 3 horas, os quatro buscaram conciliar os interesses do governador com interesses do PT no processo eleitoral.

Ficou decido que Camilo apoiará a candidatura de Lula para presidente, independente de qualquer situação, caso o petista consiga de viabilizar juridicamente para a disputa. Camilo vinha defendendo a chapa Ciro-Haddad buscando a união entre PT e PDT.

Apesar da definição, uma nova reunião dos cinco governadores petistas do Nordeste está marcada para na quarta-feira, 23, com a presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hofmann. Na pauta, a avaliar do cenário da sucessão presidencial.

Sobre vaga de senador, Camilo disse que haverá debate sobre o assunto e deverá prevalecer o que for definido pelo grupo. Ele destacou, no entanto, o apoio administrativo do senador Eunício Oliveira (MDB) ao seu Governo.

Especial/Reportagem

Livro

Leia Também: