e-Política
MadsonVagner
*PUBLICIDADE
Enquanto isso, resposta de Zé Helder em Várzea Alegre e articulações para Rogério Couto em Jati

O prefeito de Várzea Alegre falou sobre a operação da Procap no município e, em Jati, há forte articulações ao nome de Rogério Couto.

08/12/2019 | Madson Vagner

E a resposta do prefeito Zé Helder sobre a operação do Ministério Público em Várzea Alegre não demorou. Depois de ser ouvido pela Procap, o gestor repetiu o mesmo discurso de outros políticos investigados e classificou as denúncias feitas pela oposição de “irresponsáveis, genéricas e sem fundamentos”. O prefeito é investigado por formação de quadrilha, fraude em licitação e outras.

As denúncias contra o prefeito de Várzea Alegre foram assinadas pelos vereadores Micheal Martins (PT), Zé Batista (PR), Marcelo Fledson (SD), Professora Dedê (PC do B), Ribamar da Topique (PRB) e Pedro Bitu (PSDB). Desde setembro que os vereadores debatem com a base do prefeito sobre as denúncias. Agora é esperar o resultado da investigação.

Em Jati, o nome de Rogério Couto começa a ganhar corpo. Há uma articulação por familiares do ex-vereador João de Souza para fortalecer o nome. João Filho, anda conversando e garantindo apoio de lideranças populares como Naldo, Marcelo das Balanças, Ailton da Mãe Dágua, Valma e Cícero de Manel; e a turma está crescendo.

Por outro lado, a prefeita Neta Diniz, não definiu seu sucessor. Se perder a eleição pode se complicar ainda mais, caso uma oposição de fato, assuma o comando da gestão e faça uma devassa nas contas; o que a ex-prefeita interina Mundinha não fez. Já Rogério Couto disse que se ganhar vai abrir a caixa preta. Neta e Mundinha têm motivos para temer?

*PUBLICIDADE
*PUBLICIDADE
Especial/Reportagem

Livro

Leia Também: