e-Política
MadsonVagner
*PUBLICIDADE
Enquanto isso, seguem movimentações em Missão Velha, Mauriti, Jardim e Penaforte

Racha persistente, novo nome na disputa, libertação política e inelegibilidade, movimentaram a política em Missão Velha, Mauriti, Jardim e Penaforte.

21/08/2019 | Madson Vagner

EM MISSÃO VELHA, segue a tensão entre os irmãos e ex-prefeitos Tardiny e Gidalberto Pinheiro. O patriarca da família, o vereador Seu Rodrigues já bateu o martelo ao lado de Gidalberto e vai de Dr. Lorin; que aliás está de malas prontas para o PDT. O vice na chapa deve ser o filho de Gidalberto, Henrique Pinheiro, caso Tardiny continue com a posição contrária.

EM MAURITI, a provável inelegibilidade do ex-prefeito Isaac Júnior, tem movimentado os petistas na Câmara. O vereador Teófilo Neto já lançou pré-candidatura e a expectativa é que, pelo menos, mais um nome se coloque para a disputa. A base petista, com seis vereadores, aposta no desgaste do prefeito Mano Morais para retomar o Poder Executivo.

EM JARDIM, com a ajuda do deputado estadual Fernando Santana, o prefeito Aniziário Costa está próximo de iniciar as obras do Hospital Municipal. Uma visita técnica do secretário de Obras do Estado, Quintino Vieira, no último dia 7, já definiu o local. No município, o sonho é antigo e deve acabar com a dependência política do atual hospital da cidade.

EM PENAFORTE, apesar da liderança incontestável do ex-prefeito Luiz Celestina, o sonho de voltar ao comando da Prefeitura parece mais distante. O ex-prefeito estaria com restrições nos tribunais de contas, o que o deixa em situação de inelegibilidade. Quem também enfrenta situação parecida é o ex-candidato Dr. Rafael, que teria condenações por improbidade.

*PUBLICIDADE
*PUBLICIDADE
Especial/Reportagem

Livro

Leia Também: