e-Política
MadsonVagner
Gaudêncio na mira do MPF; suspeita de favorecimento a Corpvs no BNB

O empresário Gaudêncio Lucena e a empresa “Corpvs Segurança” estão na mira do Ministério Público Federal. Há indícios de favorecimento em contratos do BNB.

25/05/2019 | Madson Vagner

O empresário e ex-vice-prefeito de Fortaleza, Gaudêncio Lucena, e a empresa “Corpvs Segurança e Transporte de Valores” estão na mira do Ministério Público Federal (MPF). A informação é do Portal CN7, que aponta suspeita de favorecimento ao empresário em contratos com o Banco do Nordeste do Brasil (BNB).

Segundo o CN7, o assessor especial do BNB, Eginaldo Filho, ligado ao grupo empresarial, foi demitido na última semana. A demissão teria sido motivada por suspeito de favorecer a empresa de Gaudêncio. O assessor é filho de Eginaldo Silva, diretor de Operações da Corpvs. No banco, o assessor era o responsável pelos contratos de Gaudêncio, que chegam a R$ 50 milhões.

Caso seja confirmado o escândalo da Corpvs, o empresário terá de devolver o dinheiro conseguido com a instituição. A denúncia acontece no momento em que Gaudêncio é apontado como possível candidato do MDB à Prefeitura de Fortaleza.

Especial/Reportagem

Livro

Leia Também: