Os últimos movimentos políticos no Ceará trazem surpresas. O pré-candidato à Presidência do PDT, Ciro Gomes, estaria querendo desistir da disputa. Ele não estaria suportando a pressão da entrevista que deu no Maranhão, onde promete soltar Lula, caso seja eleito, além de colocar juízes e promotores na “caixinha”. Ciro teve de ser contido pelo irmão, o ex-governador Cid Gomes (PDT). A informação é do Jornal O Estadão.

Já o senador Tasso Jereissati (PSDB), líder da oposição no Estado, continua insistindo no convite ao ex-governador Lúcio Alcântara (PSDB) para disputar uma das vagas ao Senado. Lúcio já avisou, por várias vezes, que não entra no desafio, mas Tasso, segundo fontes tucanas, não desistiu de convencê-lo do contrário.

A conversa deve se estender até a convenção do PSDB e Pros, marcada para o próximo domingo, 29. Na ocasião serão homologadas as candidaturas do General Theophilo (PSDB) ao Governo e do empresário Luís Eduardo Girão (Pros) ao Senado.

Os últimos movimentos políticos no Ceará trazem surpresas. O pré-candidato à Presidência do PDT, Ciro Gomes, estaria querendo desistir da disputa. Ele não estaria suportando a pressão da entrevista que deu no Maranhão, onde promete soltar Lula, caso seja eleito, além de colocar juízes e promotores na “caixinha”. Ciro teve de ser contido pelo irmão, o ex-governador Cid Gomes (PDT). A informação é do Jornal O Estadão.

Já o senador Tasso Jereissati (PSDB), líder da oposição no Estado, continua insistindo no convite ao ex-governador Lúcio Alcântara (PSDB) para disputar uma das vagas ao Senado. Lúcio já avisou, por várias vezes, que não entra no desafio, mas Tasso, segundo fontes tucanas, não desistiu de convencê-lo do contrário.

A conversa deve se estender até a convenção do PSDB e Pros, marcada para o próximo domingo, 29. Na ocasião serão homologadas as candidaturas do General Theophilo (PSDB) ao Governo e do empresário Luís Eduardo Girão (Pros) ao Senado.

e-Política
MadsonVagner
Movimento. Ciro quer desistir da Presidência e Tasso insiste em Lúcio

Os últimos movimentos políticos no Ceará trazem surpresas. O pré-candidato à Presidência do PDT, Ciro Gomes, estaria querendo desistir da disputa. Ele não estaria suportando a pressão da entrevista que deu no Maranhão, onde promete soltar Lula, caso seja eleito, além de colocar juízes e promotores na “caixinha”. Ciro teve de ser contido pelo irmão, o ex-governador Cid Gomes (PDT). A informação é do Jornal O Estadão.

Já o senador Tasso Jereissati (PSDB), líder da oposição no Estado, continua insistindo no convite ao ex-governador Lúcio Alcântara (PSDB) para disputar uma das vagas ao Senado. Lúcio já avisou, por várias vezes, que não entra no desafio, mas Tasso, segundo fontes tucanas, não desistiu de convencê-lo do contrário.

A conversa deve se estender até a convenção do PSDB e Pros, marcada para o próximo domingo, 29. Na ocasião serão homologadas as candidaturas do General Theophilo (PSDB) ao Governo e do empresário Luís Eduardo Girão (Pros) ao Senado.

26/07/2018 | Madson Vagner

Os últimos movimentos políticos no Ceará trazem surpresas. O pré-candidato à Presidência do PDT, Ciro Gomes, estaria querendo desistir da disputa. Ele não estaria suportando a pressão da entrevista que deu no Maranhão, onde promete soltar Lula, caso seja eleito, além de colocar juízes e promotores na “caixinha”. Ciro teve de ser contido pelo irmão, o ex-governador Cid Gomes (PDT). A informação é do Jornal O Estadão.

Já o senador Tasso Jereissati (PSDB), líder da oposição no Estado, continua insistindo no convite ao ex-governador Lúcio Alcântara (PSDB) para disputar uma das vagas ao Senado. Lúcio já avisou, por várias vezes, que não entra no desafio, mas Tasso, segundo fontes tucanas, não desistiu de convencê-lo do contrário.

A conversa deve se estender até a convenção do PSDB e Pros, marcada para o próximo domingo, 29. Na ocasião serão homologadas as candidaturas do General Theophilo (PSDB) ao Governo e do empresário Luís Eduardo Girão (Pros) ao Senado.

Especial/Reportagem

Livro

Leia Também: