e-Política
MadsonVagner
Municípios do Cariri ameaçam lockdown; Crajubar ainda continua com Governo

Com uma estabilidade, ainda considerada alta para os padrões da medicina, municípios do Cariri não descartam a decretação de isolamentos rígidos de forma individual.

06/05/2021 | Madson Vagner

Apesar da flexibilização decretada pelo governador Camilo Santana (PT), nessa segunda-feira (03), parte dos municípios da região do Cariri não descartam endurecer as medidas de combate a pandemia do covid-19. Nas cidades de Crato, Juazeiro do Norte e Barbalha, onde a situação é de estabilidade nos casos de infecção, o número de mortes ainda assusta e o sistema de saúde ainda está próximo do colapso.

Os prefeitos Zé Ailton Brasil (PT), Glêdson Bezerra (Podemos) e Guilherme Saraiva (PDT), respectivamente, avaliam a situação como preocupante e merecedora de atenção, mas que devem continuar seguindo as determinações do Governo do Estado, que aponta para um platô com uma leve curva descendente no Estado.

Apesar da análise, feita pelo secretário de Saúde do Estado, Dr. Cabeto, durante a live com o governador, os prefeitos não descartam voltar ao isolamento social rígido. O prefeito Glêdson disse que tem acompanhado diariamente a situação; e que a análise é importante para se tome a melhor decisão em favor da preservação da vida e, também, da economia.

Em Juazeiro, os casos passaram de 557 infectados, com 61 hospitalizados, no dia 25 de abril, para 479 infectados com 69 hospitalizados, no dia 02 de maio. No mesmo período, o Crato passou de 686 infectado com 38 hospitalizados, para 555 infectados com 43 hospitalizados. No período, Juazeiro teve 15 mortes e o Crato registrou 5 óbitos.

Outros municípios como Santana do Cariri, as regras continuam rígidas até o dia 9. Toque de recolher a partir das 17h00; atividades não essenciais funcionando até as 13h00, com restaurantes funcionando apenas por delivery e bares fechados, são algumas das medidas tomadas. O prefeito Samuel Werton Garcia (DEM), disse que a situação melhorou, mas o município passou um mês com infecções e internações muito altos.

Em Farias Brito, o prefeito Deda Pereira, foi as redes sociais anunciar mais rigidez na fiscalização de aglomerações em bares e festas clandestinas. Deda disse que se não houver uma redução nos números de casos e internações, em 8 dias, vai decretar lockdown. Na última semana, a secretária Maria Marcleide, teve que acionar 10 ambulâncias do Samu para remover 14 pacientes, em consequência do risco de falta de oxigênio.

Depois de decretar lockdown de forma isolada, Antonina do Norte começa uma reabertura gradual, mas mantendo parte dos serviços não essenciais fechados. O prefeito Antônio Filho (PDT), avalia que a situação ainda é preocupante e não descarta novo lockdown. A mesma situação é percebida em Lavras da Mangabeira.

O prefeito de Jardim, Aniziário Costa (PDT), disse que os casos computados entre os meses de janeiro e abril, superam todos do ano de 2020. Aniziário, que é médico, destacou a dificuldade em transferir um paciente grave para os hospitais de referencias por falta de vaga e assegura que está muito próximo de decretar lockdown.

Mesmo com decreto do Governo flexibilizando o retorno as aulas presenciais, pelo menos nove municípios caririenses, não seguirão a medida. Em Altaneira, Antonina do Norte, Assaré, Brejo Santo, Crato, Lavras da Mangabeira, Mauriti, Milagres e Nova Olinda, as aulas devem continuar, em sua maioria remota. No estado foram 60 municípios que não seguiram a decisão.

*PUBLICIDADE
*PUBLICIDADE
Especial/Reportagem

Livro

Leia Também: