e-Política
MadsonVagner
Municípios do Crajubar reclamam atrasos nos medicamentos do PPI

Gestores e vereadores reclamam que a Secretaria de Saúde do Estado não está entregando o que está sendo solicitado e os atrasos já causam prejuízos.

25/04/2019 | Madson Vagner

Gestores e parlamentares de Juazeiro do Norte e Barbalha, reclamam de atrasos e da mudança na lista de medicamentos solicitados a Secretaria de Saúde do Estado do Ceará. Segundo os gestores, a Programação Pactuada integrada (PPI), responsável pela compra conjunta, não tem atendido as necessidades dos municípios.

Das solicitações em 2019, nenhum medicamento chegou aos municípios. A ausência nas farmácias municipais tem motivado uma crise no sistema e chamando a atenção do Poder Legislativo. Na Câmara de Juazeiro, a vereadora Auricélia Bezerra (PDT) aprovou requerimento para a formação de uma comissão que deve pedir explicações e cobrar da Secretaria uma solução para o problema.

Em Barbalha, o prefeito Argemiro Sampaio (PSDB) disse que foi obrigado a licitar R$ 300 mil para suprir a necessidade do município. “O Programa do Estado é bom, mas não funciona. Eles mandam o que querem, não o que pedimos. Além disso, os atrasos são muito grandes. Estamos sacrificando os cofres do município para não deixar a população sem assistência,” disse.

No Crato, o prefeito Zé Ailton Brasil (PP) admitiu os atrasos, mas garante que não há falta de medicamentos para população. O secretário André Barreto disse que as ausências devem ser supridas pela compra direta ao fornecedor. Sobre a situação, André disse que a explicação da Secretaria de Saúde do Estado é que os atrasos são causados por interrupção no fornecimento dos laboratórios que fornecem os medicamentos.

(Fonte: Jornal do Cariri).

*PUBLICIDADE
*PUBLICIDADE
Especial/Reportagem

Livro

Leia Também: