e-Política
MadsonVagner
*PUBLICIDADE
Na Assembleia, Conselho de Ética admite quebra de decoro de André Fernandes

O relator do processo, Romeu Aldigueri, sustentou a comprovação dos fatos contra André Fernandes. A palavra final será do plenário da Assembleia.

21/08/2019 | Madson Vagner

Reunido nessa terça-feira, o Conselho de Ética da Assembleia Legislativa do Ceará admitiu, por unanimidade, a quebra de decoro parlamentar do deputado estadual André Fernandes (PSL). O presidente do Conselho, deputado Antônio Granja (PDT), disse que a punição sairá em 60 dias.

O deputado revelou, no plenário da Assembleia, o envolvimento de deputados com facções criminosas e depois protocolou denúncia no Ministério Público, em que acusa o deputado Nezinho Farias (PDT) de ligação com a facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC).

A tensão do deputado, que está em seu primeiro mandato, pode decretar o fim prematuro de um grande potencial político do Ceará. Durante a reunião, André Fernandes chegou a pedir desculpas e admitiu o erro diante da comissão. Apesar da retratação, André deve sofrer punição. Não está descartado um afastamento do mandato por 2 meses ou, apesar de remota, a cassação.

O relator do processo, deputado Romeu Aldigueri, sustentou a comprovação dos fatos contra André Fernandes. O plenário da Assembleia terá a palavra final no caso.

*PUBLICIDADE
*PUBLICIDADE
Especial/Reportagem

Livro

Leia Também: