Sem adversário aparente para a disputa da Mesa Diretora da Câmara de Juazeiro do Norte, a base do prefeito Arnon Bezerra está dividida. O motivo do confronto é a vaga de vice na chapa do vereador Darlan Lobo. Com a insustentabilidade política do vereador Capitão Vieira Neto, que tenta ser indicado, nomes como o vereador Cicinho Cabeleireiro se propõe a ser uma opção.

O líder do prefeito na Casa, Adalto Araújo, avalia que os candidatos estão sendo lançados para conturbar o processo, que na sua avaliação está difícil. Darlan, amplo favorito para ocupar a presidência, defende a viabilidade da alternativa Vieira Neto. Seu maior temor é insistir nele e provocar uma rachadura em seu grupo, que hoje abrange 16 vereadores, pondo em risco sua própria eleição.

Arnon não quer e nem vai se meter

O prefeito Arnon Bezerra avisou ao candidato Darlan e a outros vereadores que não irá se envolver no processo sucessório da Câmara. O ambiente está muito tenso. Já houve até uma discussão acirrada entre Arnon e Darlan, num restaurante de Juazeiro.

Os dois foram contidos durante o bate-boca e as arestas aparadas. No entanto, essa discussão chocou vereadores que estavam presentes, a ponto de alguns deixarem o recinto. Apesar do nível usado pelo candidato a presidente, Darlan disse não existir qualquer possibilidade de um rompimento com o prefeito. Ele garante continuar aliado de Arnon.

Convencido que fez bobagem, Darlan alega que tudo não passou de um tensionamento político. Se recusando a falar sobre o incidente, Arnon mantém o mantra: deixará o Poder Legislativo eleger seu comando.

(Coluna Rebate, Jornal do Cariri).

Sem adversário aparente para a disputa da Mesa Diretora da Câmara de Juazeiro do Norte, a base do prefeito Arnon Bezerra está dividida. O motivo do confronto é a vaga de vice na chapa do vereador Darlan Lobo. Com a insustentabilidade política do vereador Capitão Vieira Neto, que tenta ser indicado, nomes como o vereador Cicinho Cabeleireiro se propõe a ser uma opção.

O líder do prefeito na Casa, Adalto Araújo, avalia que os candidatos estão sendo lançados para conturbar o processo, que na sua avaliação está difícil. Darlan, amplo favorito para ocupar a presidência, defende a viabilidade da alternativa Vieira Neto. Seu maior temor é insistir nele e provocar uma rachadura em seu grupo, que hoje abrange 16 vereadores, pondo em risco sua própria eleição.

Arnon não quer e nem vai se meter

O prefeito Arnon Bezerra avisou ao candidato Darlan e a outros vereadores que não irá se envolver no processo sucessório da Câmara. O ambiente está muito tenso. Já houve até uma discussão acirrada entre Arnon e Darlan, num restaurante de Juazeiro.

Os dois foram contidos durante o bate-boca e as arestas aparadas. No entanto, essa discussão chocou vereadores que estavam presentes, a ponto de alguns deixarem o recinto. Apesar do nível usado pelo candidato a presidente, Darlan disse não existir qualquer possibilidade de um rompimento com o prefeito. Ele garante continuar aliado de Arnon.

Convencido que fez bobagem, Darlan alega que tudo não passou de um tensionamento político. Se recusando a falar sobre o incidente, Arnon mantém o mantra: deixará o Poder Legislativo eleger seu comando.

(Coluna Rebate, Jornal do Cariri).

e-Política
MadsonVagner
Na Câmara de Juazeiro, disputa ameaça racha na base aliada

Sem adversário aparente para a disputa da Mesa Diretora da Câmara de Juazeiro do Norte, a base do prefeito Arnon Bezerra está dividida. O motivo do confronto é a vaga de vice na chapa do vereador Darlan Lobo. Com a insustentabilidade política do vereador Capitão Vieira Neto, que tenta ser indicado, nomes como o vereador Cicinho Cabeleireiro se propõe a ser uma opção.

O líder do prefeito na Casa, Adalto Araújo, avalia que os candidatos estão sendo lançados para conturbar o processo, que na sua avaliação está difícil. Darlan, amplo favorito para ocupar a presidência, defende a viabilidade da alternativa Vieira Neto. Seu maior temor é insistir nele e provocar uma rachadura em seu grupo, que hoje abrange 16 vereadores, pondo em risco sua própria eleição.

Arnon não quer e nem vai se meter

O prefeito Arnon Bezerra avisou ao candidato Darlan e a outros vereadores que não irá se envolver no processo sucessório da Câmara. O ambiente está muito tenso. Já houve até uma discussão acirrada entre Arnon e Darlan, num restaurante de Juazeiro.

Os dois foram contidos durante o bate-boca e as arestas aparadas. No entanto, essa discussão chocou vereadores que estavam presentes, a ponto de alguns deixarem o recinto. Apesar do nível usado pelo candidato a presidente, Darlan disse não existir qualquer possibilidade de um rompimento com o prefeito. Ele garante continuar aliado de Arnon.

Convencido que fez bobagem, Darlan alega que tudo não passou de um tensionamento político. Se recusando a falar sobre o incidente, Arnon mantém o mantra: deixará o Poder Legislativo eleger seu comando.

(Coluna Rebate, Jornal do Cariri).

22/05/2018 | Madson Vagner

Sem adversário aparente para a disputa da Mesa Diretora da Câmara de Juazeiro do Norte, a base do prefeito Arnon Bezerra está dividida. O motivo do confronto é a vaga de vice na chapa do vereador Darlan Lobo. Com a insustentabilidade política do vereador Capitão Vieira Neto, que tenta ser indicado, nomes como o vereador Cicinho Cabeleireiro se propõe a ser uma opção.

O líder do prefeito na Casa, Adalto Araújo, avalia que os candidatos estão sendo lançados para conturbar o processo, que na sua avaliação está difícil. Darlan, amplo favorito para ocupar a presidência, defende a viabilidade da alternativa Vieira Neto. Seu maior temor é insistir nele e provocar uma rachadura em seu grupo, que hoje abrange 16 vereadores, pondo em risco sua própria eleição.

Arnon não quer e nem vai se meter

O prefeito Arnon Bezerra avisou ao candidato Darlan e a outros vereadores que não irá se envolver no processo sucessório da Câmara. O ambiente está muito tenso. Já houve até uma discussão acirrada entre Arnon e Darlan, num restaurante de Juazeiro.

Os dois foram contidos durante o bate-boca e as arestas aparadas. No entanto, essa discussão chocou vereadores que estavam presentes, a ponto de alguns deixarem o recinto. Apesar do nível usado pelo candidato a presidente, Darlan disse não existir qualquer possibilidade de um rompimento com o prefeito. Ele garante continuar aliado de Arnon.

Convencido que fez bobagem, Darlan alega que tudo não passou de um tensionamento político. Se recusando a falar sobre o incidente, Arnon mantém o mantra: deixará o Poder Legislativo eleger seu comando.

(Coluna Rebate, Jornal do Cariri).

Especial/Reportagem

Livro

Leia Também: