e-Política
MadsonVagner
Na mesma sessão, TRE do Ceará inocenta Glêdson e cassa Pedro Bezerra

O Tribunal Regional Eleitoral julgou dois processos envolvendo políticos de Juazeiro. No primeiro, inocentou Glêdson Bezerra; no segundo cassou o deputado federal Pedro Bezerra.

27/11/2020 | Madson Vagner

Na sessão dessa quarta-feira, 25, o Pleno do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE) julgou o mérito de dois processos envolvendo políticos de Juazeiro do Norte. No primeiro, os desembargadores reconheceram, por cinco votos a um, a vitória do prefeito eleito Glêdson Bezerra (Podemos); no segundo o mesmo Pleno decidiu cassar, por seis votos a zero, o mandato do deputado federal Pedro Bezerra (PTB).

No caso de Glêdson, foi julgado o relatório da juíza Kamila Moreira Castro, relatora, que alegou falta de documentação que comprovasse a desincompatibilização do cargo de inspetor da Polícia Civil. A juíza já havia se manifestado pelo indeferimento da candidatura em decisão monocrática, antes da eleição. Kamila foi o único voto contrário.

No caso de Pedro Bezerra, foi julgado uma ação sobre crime eleitoral na disputa de 2018. Os desembargadores entenderam que durante a eleição foi usada a estrutura da Secretaria de Educação para favorecer a candidatura de Pedro, que foi eleito.

Apesar da cassação, Pedro não fica inelegível. Julgada no mesmo processo, a secretária de Educação, Maria Loureto de Lima, foi considerada inelegível por oito anos, a partir da eleição de 2018. Pedro Bezerra, deve recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e, com isso, permanecer no cargo até o resultado final.

*PUBLICIDADE
*PUBLICIDADE
Especial/Reportagem

Livro

Leia Também: