e-Política
MadsonVagner
No Cariri, Bolsonaro critica governador e lança Capitão Wagner; Camilo respondeu

Durante agenda no Cariri, o presidente Jair Bolsonaro disse que o governador Camilo cometeu “ato criminoso” quando decretou lockdown no Estado.

14/08/2021 | Madson Vagner

Durante agenda oficial de entrega de 2,8 mil casas populares no Cariri, nessa sexta-feira, 13, o presidente Jair Bolsonaro levantou mais uma polêmica ao criticar o governador Camilo Santana (PT). Bolsonaro disse durante evento em Juazeiro do Norte, que o governador Camilo cometeu “ato criminoso” quando decretou lockdown no Estado.

Sobre o ataque do presidente, o governador Camilo Santana rebateu: “Criminoso, sr presidente, é ignorar a perda de mais de meio milhão de vidas na pandemia e ainda debochar da dor das famílias. Tivéssemos um Gov Federal mais preocupado com a vida, milhares teriam sido salvas. Seus ataques jamais irão tirar de mim a força para continuar lutando”, escreveu Camilo nas suas redes sociais.

Ainda durante o evento, Bolsonaro lançou a candidatura do deputado federal Capitão Wagner (Pros) para o Governo do Ceará em 2022. “Meu velho companheiro Capitão Wagner. Eu não acho, não. Eu tenho certeza. Assim como o Brasil tem um capitão, o Ceará terá, brevemente, um capitão também”, disse Bolsonaro.

Veja resposta de Camilo nas redes:

Especial/Reportagem

Livro

Leia Também: