e-Política
MadsonVagner
*PUBLICIDADE
No Ceará, Ministério Público investiga gastos com o Covid-19; já são 43 procedimentos abertos

Capital e interior estão na mira dos promotores, que têm auxílio da Controladoria Geral da União, Tribunal de Contas da União e Tribunal de Contas do Estado.

21/05/2020 | Madson Vagner

As dispensas de licitação, motivadas pelos decretos de calamidade pública no estado e municípios, não passarão despercebidas. É o que promete o Ministério Público do Estado. Com mais de 30 dias de vigência dos decretos, já são 43 procedimentos de investigação sobre a aplicação dos recursos públicos, exclusivamente, para ações contra o covid-19.

Na investigação, capital e interior estão na mira dos promotores, com auxílio Controladoria Geral da União (CGU), o Tribunal de Contas da União (TCU) e o Tribunal de Contas do Estado (TCE). A Procuradoria dos Crimes contra a Administração Pública (PROCAP), responsável pelas investigações, não detalhou que prefeituras estão sendo investigadas no interior, o que, deixou prefeitos do Cariri sob alerta.

Nas câmaras da região se multiplicam as denúncias de superfaturamento na compra de produtos, como EPIs (Equipamentos de Proteção Individual), e na contratação de serviços hospitalares.

*PUBLICIDADE
*PUBLICIDADE
Especial/Reportagem

Livro

Leia Também: