e-Política
MadsonVagner
*PUBLICIDADE
No Crato, Polícia Federal investiga possível crime eleitoral de candidato a prefeito

Arthur de Zé Adega é acusado pelo Ministério Público Eleitoral de corrupção eleitoral ao propor doação de terrenos e materiais de construção em troca de votos.

16/10/2020 | Madson Vagner

A Polícia Federal investiga possível prática de crime eleitoral praticado pelo candidato a prefeito do Crato, Arthur Xenofonte Gomes de Mattos, conhecido como Arthur de Zé Adega (PSL). Arthur é acusado pelo Ministério Público Eleitoral (MPE) de corrupção eleitoral ao prometer a eleitores doação de terrenos e materiais de construção em troca de votos.

No mesmo processo (2020.0047830-DPF/JNE/CE), são investigado o pai de Arthur, o ex-prefeito do Crato, José Aldegundes Muniz Gomes de Mattos, conhecido como Zé Adega, e outras oito pessoas.

Na época Zé Adega era pré-candidato a prefeito. A investigação foi instaurada em 19 de fevereiro deste ano e encontra-se no arquivo provisório, aguardando a conclusão do inquérito pela Polícia Federal. O processo não corre em segredo de justiça.

*PUBLICIDADE
*PUBLICIDADE
Especial/Reportagem

Livro

Leia Também: