A pesquisa Ibope divulgada nesta segunda-feira, 1º de outubro, confirmou uma tendência para estas eleições; ela será a eleição dos rejeitados. Os dois principais candidatos, Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT), também são os rejeitados. Bolsonaro tem 44% de rejeição, enquanto Haddad aparece com 38%.

Para analistas do próprio Ibope, a eleição está indefinida e tudo pode acontecer no segundo turno. O evolução do chamado antipetismo e o movimento #EleNão, devem ser primordiais para a decisão que hoje estaria empatada. Na simulação de segundo turno Bolsonaro aparece com 42% e Haddad também tem 42%.

Nas intensões de votos para o primeiro turno, Bolsonaro aparece com 31% e Haddad com 21%. Em seguida aparecem Ciro Gomes com 11%, Geraldo Alckmin (PSDB) com 8%, Marina Silva com 4%, João Amoêdo (Novo) com 3%, Álvaro Dias (Podemos) e Henrique Meirelles (MDB) com 2% cada um; Cabo Daciolo (Patriota) com 1%. Guilherme Boulos (PSOL), Vera Lúcia (PSTU), José Maria Eymael (DC) e João Goulart Filho (PPL) não pontuaram.

Brancos e nulos somam 12% e indecisos, 5%. Encomendada pelo jornal O Estado de S. Paulo e a TV Globo, a nova pesquisa Ibope ouviu 3010 eleitores em 208 municípios brasileiros entre os dias 29 e 30 de setembro. O levantamento está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-08650/2018. O nível de confiança da pesquisa é de 95%.

A pesquisa Ibope divulgada nesta segunda-feira, 1º de outubro, confirmou uma tendência para estas eleições; ela será a eleição dos rejeitados. Os dois principais candidatos, Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT), também são os rejeitados. Bolsonaro tem 44% de rejeição, enquanto Haddad aparece com 38%.

Para analistas do próprio Ibope, a eleição está indefinida e tudo pode acontecer no segundo turno. O evolução do chamado antipetismo e o movimento #EleNão, devem ser primordiais para a decisão que hoje estaria empatada. Na simulação de segundo turno Bolsonaro aparece com 42% e Haddad também tem 42%.

Nas intensões de votos para o primeiro turno, Bolsonaro aparece com 31% e Haddad com 21%. Em seguida aparecem Ciro Gomes com 11%, Geraldo Alckmin (PSDB) com 8%, Marina Silva com 4%, João Amoêdo (Novo) com 3%, Álvaro Dias (Podemos) e Henrique Meirelles (MDB) com 2% cada um; Cabo Daciolo (Patriota) com 1%. Guilherme Boulos (PSOL), Vera Lúcia (PSTU), José Maria Eymael (DC) e João Goulart Filho (PPL) não pontuaram.

Brancos e nulos somam 12% e indecisos, 5%. Encomendada pelo jornal O Estado de S. Paulo e a TV Globo, a nova pesquisa Ibope ouviu 3010 eleitores em 208 municípios brasileiros entre os dias 29 e 30 de setembro. O levantamento está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-08650/2018. O nível de confiança da pesquisa é de 95%.

e-Política
MadsonVagner
Pesquisa Ibope: eleição será definida entre os mais rejeitados

A pesquisa Ibope divulgada nesta segunda-feira, 1º de outubro, confirmou uma tendência para estas eleições; ela será a eleição dos rejeitados. Os dois principais candidatos, Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT), também são os rejeitados. Bolsonaro tem 44% de rejeição, enquanto Haddad aparece com 38%.

Para analistas do próprio Ibope, a eleição está indefinida e tudo pode acontecer no segundo turno. O evolução do chamado antipetismo e o movimento #EleNão, devem ser primordiais para a decisão que hoje estaria empatada. Na simulação de segundo turno Bolsonaro aparece com 42% e Haddad também tem 42%.

Nas intensões de votos para o primeiro turno, Bolsonaro aparece com 31% e Haddad com 21%. Em seguida aparecem Ciro Gomes com 11%, Geraldo Alckmin (PSDB) com 8%, Marina Silva com 4%, João Amoêdo (Novo) com 3%, Álvaro Dias (Podemos) e Henrique Meirelles (MDB) com 2% cada um; Cabo Daciolo (Patriota) com 1%. Guilherme Boulos (PSOL), Vera Lúcia (PSTU), José Maria Eymael (DC) e João Goulart Filho (PPL) não pontuaram.

Brancos e nulos somam 12% e indecisos, 5%. Encomendada pelo jornal O Estado de S. Paulo e a TV Globo, a nova pesquisa Ibope ouviu 3010 eleitores em 208 municípios brasileiros entre os dias 29 e 30 de setembro. O levantamento está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-08650/2018. O nível de confiança da pesquisa é de 95%.

02/10/2018 | Madson Vagner

A pesquisa Ibope divulgada nesta segunda-feira, 1º de outubro, confirmou uma tendência para estas eleições; ela será a eleição dos rejeitados. Os dois principais candidatos, Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT), também são os rejeitados. Bolsonaro tem 44% de rejeição, enquanto Haddad aparece com 38%.

Para analistas do próprio Ibope, a eleição está indefinida e tudo pode acontecer no segundo turno. O evolução do chamado antipetismo e o movimento #EleNão, devem ser primordiais para a decisão que hoje estaria empatada. Na simulação de segundo turno Bolsonaro aparece com 42% e Haddad também tem 42%.

Nas intensões de votos para o primeiro turno, Bolsonaro aparece com 31% e Haddad com 21%. Em seguida aparecem Ciro Gomes com 11%, Geraldo Alckmin (PSDB) com 8%, Marina Silva com 4%, João Amoêdo (Novo) com 3%, Álvaro Dias (Podemos) e Henrique Meirelles (MDB) com 2% cada um; Cabo Daciolo (Patriota) com 1%. Guilherme Boulos (PSOL), Vera Lúcia (PSTU), José Maria Eymael (DC) e João Goulart Filho (PPL) não pontuaram.

Brancos e nulos somam 12% e indecisos, 5%. Encomendada pelo jornal O Estado de S. Paulo e a TV Globo, a nova pesquisa Ibope ouviu 3010 eleitores em 208 municípios brasileiros entre os dias 29 e 30 de setembro. O levantamento está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-08650/2018. O nível de confiança da pesquisa é de 95%.

Especial/Reportagem

Livro

Leia Também: