e-Política
MadsonVagner
Prefeito de Granjeiro garante ser inocente e sofrer perseguição política

No dia seguinte a operação Bricolagem, o prefeito de Granjeiro, João Gregório, rebateu as denúncias e garantiu: “sou inocente”. Ao portal cn7.com.br, o prefeito disse ser vítima de perseguição política. Seus algozes estariam na própria gestão e atendem pelos nomes de Ticiano Felix, vice-prefeito, e seu pai Vicente Felix, ex-prefeito de Granjeiro. João Gregório observou […]

23/11/2018 | Madson Vagner

No dia seguinte a operação Bricolagem, o prefeito de Granjeiro, João Gregório, rebateu as denúncias e garantiu: “sou inocente”. Ao portal cn7.com.br, o prefeito disse ser vítima de perseguição política. Seus algozes estariam na própria gestão e atendem pelos nomes de Ticiano Felix, vice-prefeito, e seu pai Vicente Felix, ex-prefeito de Granjeiro.

João Gregório observou que não fez nenhuma licitação para obras nas escolas; tudo seria herdado do ex-prefeito Dr. Gudy e apenas usou prestigio pessoal no comercio para atender a população ao dar continuidade às obras. Sobre o dinheiro nas caixas de sapato, o prefeito lembrou que é empresário do ramo de alimentos e que o dinheiro seria oriundo da sua churrascaria.

Tudo se encaixa

É bom lembrar que João Gregório foi acusado de furtar material de construção das obras da Ferrovia Transnordestina em junho de 2017. Coincidentemente, o material teria sido usado nas obras das escolas. A denúncia é do seu secretário de Transporte, Francisco Cirley Filho, que na época pediu exoneração do cargo.

O material, cinco carradas de pedra brita, teria sido furtado de um canteiro de obras em Aurora usando um caminhão sem placa, mas com identificação do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). O caso foi registrado em Boletim de Ocorrência registrado na Delegacia da Polícia Civil. Na época da denúncia, o prefeito, também, se disse inocente. A verdade é que, na prática, tudo se encaixa!

*PUBLICIDADE
*PUBLICIDADE
Especial/Reportagem

Livro

Leia Também: