e-Política
MadsonVagner
Prefeitura de Juazeiro vai à justiça contra embargo do Iphan

A descoberta de uma galeria na rua Padre Cícero, pode se tornar alvo de um embate jurídico entre a Prefeitura de Juazeiro do Norte e o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). O assunto que chamou a atenção de estudiosos e curiosos, antes de ser avaliado como uma fossa séptica, volta à tona […]

18/07/2018 | Madson Vagner

A descoberta de uma galeria na rua Padre Cícero, pode se tornar alvo de um embate jurídico entre a Prefeitura de Juazeiro do Norte e o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). O assunto que chamou a atenção de estudiosos e curiosos, antes de ser avaliado como uma fossa séptica, volta à tona com a decisão do Iphan de embargar toda a obra de reforma Praça Padre Cícero.

Em reação imediata, prevendo o atraso na entrega da obra, a Prefeitura deve ingressar com uma ação de tutela com pedido de urgência para a suspensão da determinação do Iphan. Na Prefeitura há um temor de que o embargo atrase a entrega da obra, prevista para setembro próximo, quando inicia o período de romarias.

Para o chefe de gabinete da Prefeitura, Nildo Rodrigues, a determinação do Iphan vai prejudicar o andamento da obra da praça que tem prazo para ser entregue. Nildo destaca entre os prejuízos a chegada do período de romarias que serão afetas pelas interdições no transito que a obra vem causando. “Não podemos chegar ao período das romarias com aquela área em torno da praça interditada,” disse.

O chefe de gabinete do prefeito Arnon Bezerra (PTB), disse que a base da contestação à decisão do Iphan é o parecer dos arqueólogos da URCA. “Assim que descobrimos o local, tivemos o interesse de saber do que se tratava e a resposta veio por meio de análise de profissionais respeitados,” observou.

No mesmo dia da divulgação do embargo, 10 de julho, o prefeito Arnon Bezerra visitou as obras de reforma da praça e anunciou a possibilidade entregar a obrar no dia 15 de setembro próximo. Segundo informações da secretária de Infraestrutura, Gisele Menezes, cerca de 80% dos trabalhos foram concluídos.

*PUBLICIDADE
*PUBLICIDADE
Especial/Reportagem

Livro

Leia Também: