e-Política
MadsonVagner
Professores de Jardim em estado de greve

Os professores de Jardim deflagraram na terça-feira, 27, estado de greve no município. A decisão foi tomada em Assembleia Geral, realizada pelo Sindicato dos Servidores do Município e o movimento deve iniciar no próximo dia 7 de março. Entre as reivindicações, a categoria pede a garantia de 1% de progressão e a permanência dos 20% da […]

01/03/2018 | Madson Vagner

Os professores de Jardim deflagraram na terça-feira, 27, estado de greve no município. A decisão foi tomada em Assembleia Geral, realizada pelo Sindicato dos Servidores do Município e o movimento deve iniciar no próximo dia 7 de março.

Entre as reivindicações, a categoria pede a garantia de 1% de progressão e a permanência dos 20% da gratificação do planejamento, retirada pelo atual prefeito Aniziário Costa (PCdoB). A pauta relaciona, ainda, outros direitos garantidos no PCCR (Plano de Cargos, Carreira e Remuneração).

Na avaliação do Sindicato, a retirada da gratificação de planeamento, causará impacto no orçamento de mais de 500 professores, além de perda significativa para o comércio local. Na prática a retirada da gratificação, reduz R$ 260 reais, para quem trabalha 100 horas/aula, e R$ 520 reais para quem trabalha 200 horas.

DESABAFO. Na Câmara de Vereadores, a professora Samara Alencar, usou a tribuna para fazer um relato emocionado da situação. Samara destacou que o valor pode significar apenas um whisky ou uma bolsa de marca, mas para os professores significa o pagamento da escola do filho, uma parte do mercado, a parcela do transporte usado para se deslocar ao trabalho e muitos mais. A professora sensibilizou a todos em um vídeo publicado nas redes sociais.

*PUBLICIDADE
*PUBLICIDADE
Especial/Reportagem

Livro

Leia Também: