Depois de ter seu registro de candidatura impugnado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o ex-presidente Lula e o PT, devem enfrentar mais um problema. A procuradora-geral da Republica, Raquel Dodge, vai pedir ao TSE que o PT devolva os valores gastos na campanha de Lula à Presidência.

Apesar da proibição, os petistas insistem na candidatura de Lula. A informação está na coluna Painel, da Folha de S. Paulo, desta terça-feira, 04.

A Direção Nacional do PT repassou R$ 20 milhões do fundo eleitoral à chapa presidencial e desembolsou, ainda, R$14,4 milhões para programas de rádio e TV. A expectativa é que Dodge formalize o pedido contra o PT ainda nesta terça. A decisão da procuradora-geral tende a ampliar a tensão na cúpula petista, que está dividida sobre a estratégia de manter o nome de Lula contra decisão da Justiça.

Depois de ter seu registro de candidatura impugnado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o ex-presidente Lula e o PT, devem enfrentar mais um problema. A procuradora-geral da Republica, Raquel Dodge, vai pedir ao TSE que o PT devolva os valores gastos na campanha de Lula à Presidência.

Apesar da proibição, os petistas insistem na candidatura de Lula. A informação está na coluna Painel, da Folha de S. Paulo, desta terça-feira, 04.

A Direção Nacional do PT repassou R$ 20 milhões do fundo eleitoral à chapa presidencial e desembolsou, ainda, R$14,4 milhões para programas de rádio e TV. A expectativa é que Dodge formalize o pedido contra o PT ainda nesta terça. A decisão da procuradora-geral tende a ampliar a tensão na cúpula petista, que está dividida sobre a estratégia de manter o nome de Lula contra decisão da Justiça.

e-Política
MadsonVagner
Raquel Dodge quer devolução do dinheiro gasto na campanha de Lula

Depois de ter seu registro de candidatura impugnado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o ex-presidente Lula e o PT, devem enfrentar mais um problema. A procuradora-geral da Republica, Raquel Dodge, vai pedir ao TSE que o PT devolva os valores gastos na campanha de Lula à Presidência.

Apesar da proibição, os petistas insistem na candidatura de Lula. A informação está na coluna Painel, da Folha de S. Paulo, desta terça-feira, 04.

A Direção Nacional do PT repassou R$ 20 milhões do fundo eleitoral à chapa presidencial e desembolsou, ainda, R$14,4 milhões para programas de rádio e TV. A expectativa é que Dodge formalize o pedido contra o PT ainda nesta terça. A decisão da procuradora-geral tende a ampliar a tensão na cúpula petista, que está dividida sobre a estratégia de manter o nome de Lula contra decisão da Justiça.

04/09/2018 | Madson Vagner

Depois de ter seu registro de candidatura impugnado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o ex-presidente Lula e o PT, devem enfrentar mais um problema. A procuradora-geral da Republica, Raquel Dodge, vai pedir ao TSE que o PT devolva os valores gastos na campanha de Lula à Presidência.

Apesar da proibição, os petistas insistem na candidatura de Lula. A informação está na coluna Painel, da Folha de S. Paulo, desta terça-feira, 04.

A Direção Nacional do PT repassou R$ 20 milhões do fundo eleitoral à chapa presidencial e desembolsou, ainda, R$14,4 milhões para programas de rádio e TV. A expectativa é que Dodge formalize o pedido contra o PT ainda nesta terça. A decisão da procuradora-geral tende a ampliar a tensão na cúpula petista, que está dividida sobre a estratégia de manter o nome de Lula contra decisão da Justiça.

Especial/Reportagem

Livro

Leia Também: