e-Política
MadsonVagner
Rommel é condenado a 16 anos; mas responderá em liberdade

O ex-prefeito de Barbalha Rommel Feijó, um dos investigados na chamada “Máfia das Ambulâncias”, foi condenado a 16 anos de reclusão e multa de R$ 37 mil. A infração aconteceu quando Rommel era deputado federal e foi investigado por promover licitações fraudulentas que destinavam ambulâncias e materiais hospitalares a instituições filantrópicas dos municípios de Missão […]

14/12/2018 | Madson Vagner

O ex-prefeito de Barbalha Rommel Feijó, um dos investigados na chamada “Máfia das Ambulâncias”, foi condenado a 16 anos de reclusão e multa de R$ 37 mil. A infração aconteceu quando Rommel era deputado federal e foi investigado por promover licitações fraudulentas que destinavam ambulâncias e materiais hospitalares a instituições filantrópicas dos municípios de Missão Velha, Crato e Barbalha.

Segundo as investigações, Rommel recebia 10% do valor total pago às empresas contratadas. A Justiça Federal condenou o ex-prefeito e ex-deputado federal com base em ação do Ministério Público Federal. A sentença foi proferida pela 16ª Vara Federal no último dia 7 de dezembro.

Apesar da condenação, Rommel não será preso. Ele vai responder em liberdade, já que, a decisão é de 1ª instância. A sentença ainda cabe recurso da decisão. Outro acusado no processo, o ex-prefeito de Missão Velha, Tardiny Pinheiro, foi considerado inocente.

*PUBLICIDADE
*PUBLICIDADE
Especial/Reportagem

Livro

Leia Também: