Mesmo depois da cassação da prefeita Danieli Machado (PDT) e a decretação de uma nova eleição, Santana do Cariri continua sendo alvo de investigações. Agora o Ministério Público do Estado (MPCE), enviou ofício, nessa quarta-feira, 03 de maio, ao prefeito em exercício Gildo Lopes, requerendo informações administrativas.

Gildo tem 15 dias para enviar relatório sobre a gestão da ex-prefeita e a paralisação dos serviços na atual gestão. O promotor Cleyton Bantim da Cruz, investiga desmonte por Danieli e paralisação dos serviços na gestão atual. O prefeito em exercício é acusado de exoneração em massa e prejudicar o andamento da administração.

O requerimento, sugere a realização de uma auditoria interna sobre arquivos, materiais de consumo e patrimônio.

Mesmo depois da cassação da prefeita Danieli Machado (PDT) e a decretação de uma nova eleição, Santana do Cariri continua sendo alvo de investigações. Agora o Ministério Público do Estado (MPCE), enviou ofício, nessa quarta-feira, 03 de maio, ao prefeito em exercício Gildo Lopes, requerendo informações administrativas.

Gildo tem 15 dias para enviar relatório sobre a gestão da ex-prefeita e a paralisação dos serviços na atual gestão. O promotor Cleyton Bantim da Cruz, investiga desmonte por Danieli e paralisação dos serviços na gestão atual. O prefeito em exercício é acusado de exoneração em massa e prejudicar o andamento da administração.

O requerimento, sugere a realização de uma auditoria interna sobre arquivos, materiais de consumo e patrimônio.

e-Política
MadsonVagner
Desmonte. Santana do Cariri continua na mira do MP

Mesmo depois da cassação da prefeita Danieli Machado (PDT) e a decretação de uma nova eleição, Santana do Cariri continua sendo alvo de investigações. Agora o Ministério Público do Estado (MPCE), enviou ofício, nessa quarta-feira, 03 de maio, ao prefeito em exercício Gildo Lopes, requerendo informações administrativas.

Gildo tem 15 dias para enviar relatório sobre a gestão da ex-prefeita e a paralisação dos serviços na atual gestão. O promotor Cleyton Bantim da Cruz, investiga desmonte por Danieli e paralisação dos serviços na gestão atual. O prefeito em exercício é acusado de exoneração em massa e prejudicar o andamento da administração.

O requerimento, sugere a realização de uma auditoria interna sobre arquivos, materiais de consumo e patrimônio.

04/05/2018 | Madson Vagner

Mesmo depois da cassação da prefeita Danieli Machado (PDT) e a decretação de uma nova eleição, Santana do Cariri continua sendo alvo de investigações. Agora o Ministério Público do Estado (MPCE), enviou ofício, nessa quarta-feira, 03 de maio, ao prefeito em exercício Gildo Lopes, requerendo informações administrativas.

Gildo tem 15 dias para enviar relatório sobre a gestão da ex-prefeita e a paralisação dos serviços na atual gestão. O promotor Cleyton Bantim da Cruz, investiga desmonte por Danieli e paralisação dos serviços na gestão atual. O prefeito em exercício é acusado de exoneração em massa e prejudicar o andamento da administração.

O requerimento, sugere a realização de uma auditoria interna sobre arquivos, materiais de consumo e patrimônio.

Especial/Reportagem

Livro

Leia Também: