e-Política
MadsonVagner
Secretários de Altaneira são soltos; justiça determina uso de tornozeleira

O relaxamento das prisões de 13 pessoas indiciadas pela operação “Salus”, foi decidido pelo Tribunal de Justiça do Estado (TJ-CE).

19/02/2021 | Madson Vagner

O prefeito de Altaneira, Dariomar Rodrigues, está comemorando o relaxamento das prisões das 13 pessoas indiciadas pela operação “Salus”, que investiga fraude em licitação e desvio de dinheiro público da saúde no município. O relaxamento foi decidido pelo Tribunal de Justiça do Estado (TJ-CE), a pedido do Ministério Público do Estado (MPCE), que quer o retorno dos autos a Polícia.

Entre os presos, dois secretários de Dariomar na gestão anterior; todos os investigados passaram a usar tornozeleira e continuam a disposição da Justiça. A decisão, publicada no dia 9, pede retorno do processo com a conclusão da investigação em 30 dias. Apesar da alegria em ver seus comandados soltos, Dariomar tem motivos para se preocupar. O relatório da Polícia Civil está recheada de relatos que levam a avaliação de envolvimento do prefeito nos delitos. Agora é esperar.

Nova denúncia na saúde

Ainda em Altaneira, enquanto a operação “Salus” investiga desvio na saúde, uma profissional da área denúncia falta de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para o exercício da função. Segundo a denúncia da servidora, falta até mascaras de proteção. A denúncia foi feita a veículos de imprensa de forma anônima, por medo de represarias.

Ao tomar conhecimento das acusações, o secretário de Saúde, Júnior Paulino, negou a falta das máscaras. Em nota, o gestor chegou a admitir que o município está com escassez de EPIs e que já iniciou processo de licitação, mas garantiu que os servidores estão protegidos. A dúvida é: alguma empresa participará da licitação com a investigação em curso.

*PUBLICIDADE
*PUBLICIDADE
Especial/Reportagem

Livro

Leia Também: