e-Política
MadsonVagner
TRE cassa mandatos do prefeito e vice de Barro; ficam inelegíveis por 8 anos

O pleno do TRE decidiu, por unanimidade, cassar os mandatos do prefeito Barro, Marquinélio Tavares, por abuso de poder político e econômico.

28/08/2021 | Madson Vagner

O pleno do Tribunal Regional Eleitoral decidiu, por unanimidade, cassar os mandatos do prefeito e do vice de Barro. Marquinélio Tavares e José Vanderval, respectivamente, tiveram ainda os direitos políticos suspensos por oito anos. Reeleito, Marquinélio caiu depois de denúncia de abuso de poder político e econômico, além de fraude na contratação de servidores temporários meses antes da eleição de 2020.

A justificativa de que os contratos atenderam a demanda emergencial para combate à covid-19, não convenceu os juízes, que seguiram o parecer do relator George Marmelstein. A decisão cabe recurso ao Tribunal Superior Eleitoral, mas para continuar no cargo, Marquinélio necessita de uma liminar.

Marquinélio e Vanderval perderam em duas instâncias, ambas com parecer pela cassação do Ministério Público. Na última instância esperam um milagre. Votaram: George Marmelsteis, Raimundo Nonato, Roberto Viana, Scorsafava, Davi Sombra, Inácio Cortez e Kamile Castro.

Especial/Reportagem

Livro

Leia Também: