e-Política
MadsonVagner
Uma luz no caso Marielle

Depois de quase dois meses dos assassinatos da vereadora carioca Marielle Franco e do seu motorista Anderson Gomes, a investigação começa a tomar rumo. Uma testemunha afirmou em depoimento à Polícia que um vereador e um miliciano estariam envolvidos nas mortes. A testemunha teve a identidade preserva por estar ameaçada pela milícia da Zona Oeste […]

09/05/2018 | Madson Vagner

Depois de quase dois meses dos assassinatos da vereadora carioca Marielle Franco e do seu motorista Anderson Gomes, a investigação começa a tomar rumo. Uma testemunha afirmou em depoimento à Polícia que um vereador e um miliciano estariam envolvidos nas mortes. A testemunha teve a identidade preserva por estar ameaçada pela milícia da Zona Oeste do Rio.

Segundo o depoimento, o ex-policial militar Orlando Oliveira de Araújo, atualmente preso em Bangu 9, sob acusações de chefiar uma milícia, e o vereador Marcello Siciliano (PHS), teriam participação nos crimes. Marielle e Anderson foram mortos no dia 14 de março. A informação foi publicada pelo jornal O Globo, nesta terça-feira, 08.

MOTIVAÇÃO. Marielle teria sido morta por defender o combate ao avanço de grupo paramilitares em Jacarepaguá, o que, estaria causando prejuízos financeiros aos grupos. Outros nomes foram mencionados como integrantes do bando, que participou da execução.

*PUBLICIDADE
*PUBLICIDADE
Especial/Reportagem

Livro

Leia Também: