O governo do Estado da Paraíba concluiu o Processo Administrativo Disciplinar contra o policial civil Francisco Renato Pereira Júnior, conhecido como Júnior Sedrim (PSB), que detém mandato parlamentar em Jardim, no Ceará. O vereador foi acusado de participação em assalto a banco no Ceará e homicídios na Paraíba.

Apesar do vereador negar as acusações e dizer ser vítima de perseguição política, a Secretaria da Segurança e Defesa Social da Paraíba, resolveu pela exoneração do servidor. O ato foi assinado pelo próprio governador João Azevedo Lins Filho, na segunda-feira, 14. O fato não altera a atuação de Sedrim na Câmara de Jardim.

O governo do Estado da Paraíba concluiu o Processo Administrativo Disciplinar contra o policial civil Francisco Renato Pereira Júnior, conhecido como Júnior Sedrim (PSB), que detém mandato parlamentar em Jardim, no Ceará. O vereador foi acusado de participação em assalto a banco no Ceará e homicídios na Paraíba.

Apesar do vereador negar as acusações e dizer ser vítima de perseguição política, a Secretaria da Segurança e Defesa Social da Paraíba, resolveu pela exoneração do servidor. O ato foi assinado pelo próprio governador João Azevedo Lins Filho, na segunda-feira, 14. O fato não altera a atuação de Sedrim na Câmara de Jardim.

e-Política
MadsonVagner
Vereador de Jardim demitido da PM paraibana

O governo do Estado da Paraíba concluiu o Processo Administrativo Disciplinar contra o policial civil Francisco Renato Pereira Júnior, conhecido como Júnior Sedrim (PSB), que detém mandato parlamentar em Jardim, no Ceará. O vereador foi acusado de participação em assalto a banco no Ceará e homicídios na Paraíba.

Apesar do vereador negar as acusações e dizer ser vítima de perseguição política, a Secretaria da Segurança e Defesa Social da Paraíba, resolveu pela exoneração do servidor. O ato foi assinado pelo próprio governador João Azevedo Lins Filho, na segunda-feira, 14. O fato não altera a atuação de Sedrim na Câmara de Jardim.

17/01/2019 | Madson Vagner

O governo do Estado da Paraíba concluiu o Processo Administrativo Disciplinar contra o policial civil Francisco Renato Pereira Júnior, conhecido como Júnior Sedrim (PSB), que detém mandato parlamentar em Jardim, no Ceará. O vereador foi acusado de participação em assalto a banco no Ceará e homicídios na Paraíba.

Apesar do vereador negar as acusações e dizer ser vítima de perseguição política, a Secretaria da Segurança e Defesa Social da Paraíba, resolveu pela exoneração do servidor. O ato foi assinado pelo próprio governador João Azevedo Lins Filho, na segunda-feira, 14. O fato não altera a atuação de Sedrim na Câmara de Jardim.

Especial/Reportagem

Livro

Leia Também: