e-Política
MadsonVagner
Vereadores articulam Frente para discutir Região Metropolitana do Cariri

Os vereadores de Crato, Juazeiro do Norte e Barbalha estão a caminho de formar uma Frente Paramentar Intermunicipal pela Região Metropolitana do Cariri. A articulação está sendo feita pelo vereador cratense Amadeu de Freitas (PT). O parlamentar esteve na sessão da Câmara de Juazeiro, no dia 26, onde fez pronunciamento sobre o movimento. Os vereadores […]

01/05/2018 | Madson Vagner

Os vereadores de Crato, Juazeiro do Norte e Barbalha estão a caminho de formar uma Frente Paramentar Intermunicipal pela Região Metropolitana do Cariri. A articulação está sendo feita pelo vereador cratense Amadeu de Freitas (PT). O parlamentar esteve na sessão da Câmara de Juazeiro, no dia 26, onde fez pronunciamento sobre o movimento.

Os vereadores juazeirenses assinaram o manifesto se propondo a participar da Frente que tem o propósito de agregar as nove Câmaras pertentes à região. Segundo Amadeu, a ideia é discutir ações e medidas previstas na legislação para que seja consolidada a existência da Região Metropolitana.

O presidente da Câmara, vereador Gledson Bezerra (PMN), ressaltou a importância da iniciativa e garantiu que a Câmara de Juazeiro será integrante da Frente. Além da Câmara de Crato e Juazeiro, Amadeu já levou a mesma discussão à Câmara de Barbalha, onde a adesão do vereadores. Outras seis Câmaras da região metropolitana devem receber a discussão.

POLÊMICA. A Região Metropolitana do Cariri a muito tempo tem sido alvo de dúvidas e até críticas com relação a sua implantação de fato. O ex-deputado Vasques Landim (PSDB) é um desses críticos. Ele contesta o que há de concreto na Região aprovada pela Assembleia Legislativa em junho de 2009.

Ainda como deputado, em 2013, Vasques lamentou a não concretização do Plano de Ações Estratégicas para o desenvolvimento da Região Metropolitana. Para Vasques desde que foi criada a região vem funcionando de forma “teórica, difusa, sem ter conseguido esboçar o papel a que se propunha,” dizia.

Ao Jornal do Cariri, Vasques reafirmou a análise e questionou situações ainda atuais como: quem comanda, onde é a sede, quem faz parte da administração da região, quem é o gerente executivo, entre outros. Para Vasques “a Região Metropolitana do Cariri só existe na imaginação dos caririenses”.

*PUBLICIDADE
*PUBLICIDADE
Especial/Reportagem

Livro

Leia Também: