Os dois deputados federais da região do Cariri estão divididos com relação a Reforma da Previdência. Nessa quinta-feira, 21, o deputado Idilvan Alencar (PDT), assumiu posicionamento contrário a Reforma. Já o deputado Pedro Bezerra (PTB), apesar de não ter se manifestado oficialmente, está entre os nove parlamentares que declararam ingressão a base do presidente Jair Bolsonaro (PSL) na Câmara dos Deputados.

O texto da Reforma apresentado pelo presidente Bolsonaro, ao Congresso nessa quinta-feira, tem como principais mudanças a idade mínima para aposentadoria de 62 anos para mulheres e 65 anos para homens, com 12 anos de transição e percentual de contribuição de até 14%. A passagem da Reforma está ameaçada porque o Governo ainda não tem os votos necessários.

Os dois deputados federais da região do Cariri estão divididos com relação a Reforma da Previdência. Nessa quinta-feira, 21, o deputado Idilvan Alencar (PDT), assumiu posicionamento contrário a Reforma. Já o deputado Pedro Bezerra (PTB), apesar de não ter se manifestado oficialmente, está entre os nove parlamentares que declararam ingressão a base do presidente Jair Bolsonaro (PSL) na Câmara dos Deputados.

O texto da Reforma apresentado pelo presidente Bolsonaro, ao Congresso nessa quinta-feira, tem como principais mudanças a idade mínima para aposentadoria de 62 anos para mulheres e 65 anos para homens, com 12 anos de transição e percentual de contribuição de até 14%. A passagem da Reforma está ameaçada porque o Governo ainda não tem os votos necessários.

e-Política
MadsonVagner
Bancada federal do Cariri dividida sobre a Reforma da Previdência

Os dois deputados federais da região do Cariri estão divididos com relação a Reforma da Previdência. Nessa quinta-feira, 21, o deputado Idilvan Alencar (PDT), assumiu posicionamento contrário a Reforma. Já o deputado Pedro Bezerra (PTB), apesar de não ter se manifestado oficialmente, está entre os nove parlamentares que declararam ingressão a base do presidente Jair Bolsonaro (PSL) na Câmara dos Deputados.

O texto da Reforma apresentado pelo presidente Bolsonaro, ao Congresso nessa quinta-feira, tem como principais mudanças a idade mínima para aposentadoria de 62 anos para mulheres e 65 anos para homens, com 12 anos de transição e percentual de contribuição de até 14%. A passagem da Reforma está ameaçada porque o Governo ainda não tem os votos necessários.

22/02/2019 | Madson Vagner

Os dois deputados federais da região do Cariri estão divididos com relação a Reforma da Previdência. Nessa quinta-feira, 21, o deputado Idilvan Alencar (PDT), assumiu posicionamento contrário a Reforma. Já o deputado Pedro Bezerra (PTB), apesar de não ter se manifestado oficialmente, está entre os nove parlamentares que declararam ingressão a base do presidente Jair Bolsonaro (PSL) na Câmara dos Deputados.

O texto da Reforma apresentado pelo presidente Bolsonaro, ao Congresso nessa quinta-feira, tem como principais mudanças a idade mínima para aposentadoria de 62 anos para mulheres e 65 anos para homens, com 12 anos de transição e percentual de contribuição de até 14%. A passagem da Reforma está ameaçada porque o Governo ainda não tem os votos necessários.

Especial/Reportagem

Livro

Leia Também: