e-Política
MadsonVagner
*PUBLICIDADE
Crato e outros cinco municípios do Cariri não terão carreatas e caminhadas

Os candidatos a prefeitos e vereadores dos municípios do Crato, Tarrafas, Antonina do Norte, Assaré, Milagres e Abaiara, não poderão fazer eventos com potencial para aglomeração.

07/10/2020 | Madson Vagner

Pelo menos, seis municípios do Cariri não terão eventos com possibilidade de aglomeração como comícios, carreatas e caminhadas durante a campanha eleitoral. No Crajubar apenas o Crato está incluído nas restrições propostas pela Justiça Eleitoral e Ministério Público em reunião com representantes das coligações.

A audiência que originou o “termo de acordo” com as coligações cratenses aconteceu no dia 26 de setembro e contou com a participação de todos os seus representantes. A proposta foi transmitida aos partidos pelo promotor Cleyton Bantim da Cruz e o juiz da 27ª Zona Eleitoral, José Batista de Andrade, responsáveis pela convocação.

Segundo o termo assinados pelos representantes e autoridades judiciárias, o acordo foi motivado pelo momento de pandemia do novo coronavírus (Covid-19) que vive a região e o mundo. O descumprimento pode acarretar em responsabilização legal nos âmbitos civil, criminal e administrativa. A decisão pela exclusão dos eventos foi unanime.

Em Barbalha e Juazeiro do Norte não houve a tentativa de acordo por parte da justiça e os eventos estão liberados. Apesar da liberação, os candidatos de Barbalha não realizaram nenhuma atividade que possam gerar aglomerações; diferente de Juazeiro, onde já houve duas carreatas.

Nos dois municípios, o Ministério Publico garante que está em curso uma estratégia de acompanhamento dos eventos para identificar aglomerações. Em caso de descumprimento aos decretos municipal e estadual, as campanhas poderão sofrer sansões judiciais.

Outros municípios

Nos municípios de Tarrafas, Antonina do Norte e Assaré, a audiência foi convocada pelo juiz Djalma Sobreira Dantas Júnior e teve a presença de todos os representantes de coligações. Durante a reunião o juiz Djalma Sobreira argumentou ser esta uma possibilidade de manter a população dos municípios segura do coronavírus durante a campanha.

Entre os municípios de Milagres e Abaiara, pertencentes a 26º Zona Eleitoral, houve o mesmo entendimento quanto as regras para o período eleitoral. A audiência comandada pelo juiz Diogo Schenatto Irion, e o promotor Alcides Luiz de Sena, garantiu a ausência dos eventos de campanha.

*PUBLICIDADE
*PUBLICIDADE
Especial/Reportagem

Livro

Leia Também: