Sob pressão e acuado, o prefeito de Altaneira, Dariomar Rodrigues, resolveu abrir o verbo e atacou ex-aliados que ajudaram abrir a CPI que pode cassá-lo. Durante o programa da Prefeitura em uma rádio local, o prefeito disse ser vítima de perseguição política e acusou os vereadores de terem interesse financeiro com a CPI.

Dariomar não citou nomes, mas colocou em dúvida a integridade dos ex-aliados e o presidente da Câmara, Antônio Leite, a quem insinuou querer o seu lugar. Sobre as denúncias contidas no documento investigado pela CPI, o prefeito disse que apesar de ter licitado mais de R$ 400 mil para compra de pneus, usou pouco mais de R$ 190 mil.

Sobre as outras denúncias, o prefeito jurou inocência e garantiu que tem como comprovar a destinação dos recursos licitados. O problema é que ele está sozinho.

Sob pressão e acuado, o prefeito de Altaneira, Dariomar Rodrigues, resolveu abrir o verbo e atacou ex-aliados que ajudaram abrir a CPI que pode cassá-lo. Durante o programa da Prefeitura em uma rádio local, o prefeito disse ser vítima de perseguição política e acusou os vereadores de terem interesse financeiro com a CPI.

Dariomar não citou nomes, mas colocou em dúvida a integridade dos ex-aliados e o presidente da Câmara, Antônio Leite, a quem insinuou querer o seu lugar. Sobre as denúncias contidas no documento investigado pela CPI, o prefeito disse que apesar de ter licitado mais de R$ 400 mil para compra de pneus, usou pouco mais de R$ 190 mil.

Sobre as outras denúncias, o prefeito jurou inocência e garantiu que tem como comprovar a destinação dos recursos licitados. O problema é que ele está sozinho.

e-Política
MadsonVagner
Em Altaneira, Dariomar ataca ex-aliados

Sob pressão e acuado, o prefeito de Altaneira, Dariomar Rodrigues, resolveu abrir o verbo e atacou ex-aliados que ajudaram abrir a CPI que pode cassá-lo. Durante o programa da Prefeitura em uma rádio local, o prefeito disse ser vítima de perseguição política e acusou os vereadores de terem interesse financeiro com a CPI.

Dariomar não citou nomes, mas colocou em dúvida a integridade dos ex-aliados e o presidente da Câmara, Antônio Leite, a quem insinuou querer o seu lugar. Sobre as denúncias contidas no documento investigado pela CPI, o prefeito disse que apesar de ter licitado mais de R$ 400 mil para compra de pneus, usou pouco mais de R$ 190 mil.

Sobre as outras denúncias, o prefeito jurou inocência e garantiu que tem como comprovar a destinação dos recursos licitados. O problema é que ele está sozinho.

03/07/2018 | Madson Vagner

Sob pressão e acuado, o prefeito de Altaneira, Dariomar Rodrigues, resolveu abrir o verbo e atacou ex-aliados que ajudaram abrir a CPI que pode cassá-lo. Durante o programa da Prefeitura em uma rádio local, o prefeito disse ser vítima de perseguição política e acusou os vereadores de terem interesse financeiro com a CPI.

Dariomar não citou nomes, mas colocou em dúvida a integridade dos ex-aliados e o presidente da Câmara, Antônio Leite, a quem insinuou querer o seu lugar. Sobre as denúncias contidas no documento investigado pela CPI, o prefeito disse que apesar de ter licitado mais de R$ 400 mil para compra de pneus, usou pouco mais de R$ 190 mil.

Sobre as outras denúncias, o prefeito jurou inocência e garantiu que tem como comprovar a destinação dos recursos licitados. O problema é que ele está sozinho.

Especial/Reportagem

Livro

Leia Também: